Confusão e pancadaria na Marcha para Jesus em São Paulo.

Reprodução/internet
Um protesto entre irmãos acaba em desentendimento e agressão física na Marcha para Jesus. O evento reuniu milhares de crentes de várias denominações, em São Paulo, na ultima quinta-feira (23). 


Segundo informações divulgadas em alguns portais gospel o tumulto começou porque um grupo de crentes tradicionalistas que são contra a realização da “Marcha para Jesus” resolveu protestar com faixas durante o evento.
O senhor Paulo Siqueira, que é teólogo e pastor da Igreja Quadrangular falou à imprensa que foi agredido. “Pegaram minha esposa pelo pescoço, começaram a pegar as faixas,… no chute e pontapé”. Os homens se diziam pastores da Igreja Renascer. Na manifestação os participantes pediam para não ter mais marcha. “Chega de vergonha o amor e a graça de Deus nos basta.”
Opinião do blogueiro.
Bom seria evitarmos esse tipo de desentendimento. Penso que não deveríamos ver a violência presente num evento que tem a finalidade de mostrar o amor de Cristo. Se um grupo não concorda então é melhor nem ir.
Ao pastor da Igreja Quadrangular vale lembrar que devemos evitar discussões que não são proveitosas para edificar.
Momento Verdadeiro.

Comentários

  1. Por que esses que foram nessa tal "marcha para Jesus" não deveriam ir mais?
    Como eles poderiam anunciar o que acham se não estivessem lá no meio assim como fazia os prfetas, o grande mestre Jesus, os discípulos, e os apostolos de Cristo?
    Tem certeza que os acham tradicionais? Podemos ver um grande homem citado na Bíblia, chamado João Batista, vocês devem considerá-lo tradicionalista, é claro, Ele falava para aqueles que só iam atrás de milagres, curas, comida, e tudo aquilo que era feito por meio daqueles que iam por meio de Deus... João os chamava de "raça de víboras". Era o que o Pai gostaria que ele falasse. Ele deveria fugir de sua missão. Obviamente não, pois sabia o que era o verdadeiro evangelho.
    As igraja de hoje perderam totalmente o foco do verdadeiro evangelho, aquele que Cristo veio para cumprir e mostrar aos homens como seguir.
    As igrejas só pregam: prosperidade, bençãos, fartura, abundância... E esqucem de pregar o evangelho que mata, que faz passar tribulações, o evangelho que transforma vidas, caráter... A Bíblia fala disso como podemos ler nela mesma "No mundo tereis aflições..."
    Precisamos voltar ao evangelho genuino, sem títulos, ou denominações, mas um evangelho da graça salvadora.
    Soli Deo Gloria!

    ResponderExcluir
  2. Pois é, respeito sua opinião. Embora siga um pensamento diferente. Sabe o que João Batista fez foi um ato de coragem, ousado para sua época. Um profeta que cumpriu sua missão. Mas hoje, se não nos conformamos com o mundo devemos mudá-lo com a renovação do nosso culto racional.

    Deus abençoe a todos! Forte abraço.

    ResponderExcluir
  3. e vc acha que a marcha é prestaçao de culto racional? depois de voce fazer uma boa exegese biblica voce me diz o q romanos fala verdadeiramente sobre um culto racional a Deus...rs
    Os reformadores foram revolucionarios mas de uma forma mt culta e inteligente...

    "Senhor toma o meu coração pois nao posso entrega-lo a ti,conserva-o puro pois nao posso conserva-lo a ti". Sabe quem disse isso?não? Entao vamos parar de fazer "show gospel" e estudar mais as bases de sua fé.

    King of Glory!

    ResponderExcluir
  4. Sinceramente não entendi sua explanação. Mas quer saber minha opinião - não consigo ver esse movimento denominado - "Marcha para Jesus" como renovação, apenas o vejo como um ato público.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Não divulgamos links.Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do M.V News.

Postagens mais visitadas deste blog

PF deflagra 59ª fase da Operação Lava Jato.

Toffoli determina votação secreta na eleição do Senado.