Justiça afasta juíza acusada de tentar vender habeas corpus para livrar o goleiro Bruno.

Reproddução/TV
A justiça de Minas Gerais afastou do cargo a juíza Maria José Starling, suspeita de tentar vender um habeas corpus para libertar o goleiro Bruno. A juíza nega a acusação.

A juíza foi acusada pela noiva de Bruno, Ingrid Oliveira, de pedir R$ 1,5 milhão para conseguir um habeas corpus para que o jogador respondesse o processo em liberdade. As informações são do Jornal Hoje, da TV Globo.

Bruno está preso há quase um ano na Penitenciária de Segurança Máxima Nelson Hungria, em Contagem (MG), sob acusação de participar do desaparecimento de Eliza Samudio.

Comentários

O Caçador de Recompensas (1972) | Filme de Faroeste Dublado