Estudante de psicologia matou o filho e jogou o corpo na casinha do cachorro.

Reprodução/ilustrativa
Sem explicação - Os fatos narrados parecem um filme de terror, mas é verdade. Uma acadêmica de psicologia de 19 anos asfixiou e matou seu filho logo após o parto com dez facadas - ela já é mãe de uma criança de três anos. O crime ocorreu na última quinta-feira (25) no bairro de Itapuã, onde a universitária mora com os tios. Durante depoimento a garota disse à polícia que não se lembrava do ocorrido. Revelou que não tinha lembrança de estar grávida.
De acordo com informações do jornal Tribuna da Bahia, a polícia aguarda resultado dos exames de DNA e da perícia técnica. A estudante conseguiu esconder os nove meses de gestação da família e deu à luz sozinha dentro do quarto de casa. Para matar a criança, ela teria a asfixiado introduzindo papel higiênico na boca do recém nascido e desferido dez facadas em várias partes do corpo do bebê.
Crueldade - O corpo foi escondido na casinha do cachorro, no quintal de casa. Logo em seguida a universitária, que não teve o nome revelado pela polícia, deu entrada no hospital Sagrada Família, na Cidade Baixa, para realizar o procedimento de curetagem. A falta do bebê chamou a atenção da equipe médica, que acionou agentes da 3ª delegacia, que encontraram a criança morta na casa.
Momento Verdadeiro/com informações do tosabendo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PF deflagra 59ª fase da Operação Lava Jato.

Toffoli determina votação secreta na eleição do Senado.