Desrespeito e humilhação marcam o Concurso Público da Prefeitura de Campos dos Goytacazes.

(Momento Verdadeiro - Concurso Público para Prefeitura Municipal de Campos dos Goytacazes)
Milhares de campistas estão decepcionados com a anulação do 'Concurso Público da Prefeitura de Campos dos Goytacazes'. Nesse domingo mais de 50 mil candidatos deixaram suas residências em busca da estabilidade, mas devido à desorganização e as falhas operacionais o certame foi cancelado.

No decorrer o juiz Marco Antônio de Moura Britto, da 3ª Vara Civil de Campos, chegou a determinar a suspensão da prova (aqui), mas considerando-se as graves repercussões que o caso possa deflagrar, e, ainda, o acordo celebrado pelas partes às fls. 75, revogou a liminar anteriormente deferida.

Mesmo sabendo dos problemas ocorridos no certame pela manha, os candidatos foram aos respectivos locais na tarde deste domingo, certos de que os problemas haviam sido sanados. Triste ilusão!

( Momento Verdadeiro - Indignados alguns candidatos levaram suas provas e cartão mesmo
ameaçados.)
Recebemos informações de candidatos do certame, mostrando sua indignação e revolta diante do ocorrido nos locais de prova. Vamos aos relatos.

Candidato que saiu do parque Corrientes e foi fazer prova em Goitacazes: “Cheguei ao Cenecista as 14:30h, fui procurar a sala, entrei e encontrei vários colegas do meu bairro e bairros vizinhos, começando por aí a desorganização, pois haviam muitas escolas e faculdades próximas a esses bairros e fomos parar em Goita; ficamos aguardando de 15h até 15:55h a confirmação para começarmos a fazer a prova, pois esta já estava em mãos dos candidatos desde 15h. Ficamos sabendo pelo fiscal da sala que ainda não poderíamos fazer a prova porque ainda tinham candidatos no colégio sem prova, ai começou a correria de fiscais de sala em sala para ver se haviam sobrado provas dos cargos destes candidatos. Sendo que um não tinha e tiveram de pedir para vir uma para esse tal candidato, e nós tomando chá de cadeira e cadeira desconfortável. Mas isso ainda não foi o pior, pois muitos candidatos foram ameaçados de serem presos por não quererem devolver as provas para o fiscal, os fiscais gerais disseram que a prova não valeria de nada pois foi cancelada, se nada valia porque não deixar o candidato levar? O próximo passo com certeza será um BO, pois temos direitos e o mínimo que deveriam ter por nós era respeito, podemos ver com isso que o slogan da cidade é certo, a cidade pode ser o amor de alguém, mas a população não, pois o desrespeito foi muito grande.”

Pelo telefone outro candidato reclamou do ocorrido na Universo, “a falta de respeito para com as pessoas que saíram cedo de casa para fazer um concurso publico na esperança de mudança de vida e é tratado de maneira humilhante, esse é o governo da mudança?”.

O mais engraçado para não dizer trágico, foi relatado por uma candidata moradora do centro, que ia fazer prova na FAFIC, “Foi estranho ver vários cargos juntos e misturados em uma mesma sala e o fiscal tendo de perguntar quem estava concorrendo a que, pouca vergonha isso”.

Por fim mediante tamanho transtorno e prejuízos a Prefeitura de Campos resolveu cancelar o “concurso público”, a informação confirmada pela secretária de Planejamento  e Gestão de Campos, Ana Lúcia Boynard. Ainda segundo Sérgio Cunha, secretário de Comunicação, as novas datas das provas deverão ser conhecidas na próxima semana.

Por: Washington Luiz.

Comentários

Postagens mais visitadas