"UFC" - Globo transmitirá luta entre Anderson Silva e Sonnen com atraso de meia hora.


Fique sabendo - Segundo informações divulgadas pelo repórter Rodrigo Farah, os torcedores que pensavam em acompanhar a revanche entre Anderson Silva e Chael Sonnen ao vivo na TV aberta vão se decepcionar. Isso porque a Globo anunciou nesta sexta-feira que irá transmitir o combate do dia 7 de julho, em Las Vegas, com meia hora de atraso.
(Foto: reprodução internet)
O problema é o contrato da emissora com o UFC, que só permite a transmissão ao vivo dos eventos realizados no Brasil. Com isso, os torcedores terão que comprar o pacote de pay-per-view do canal Combate se quiserem assistir à revanche em tempo real. A revanche deve começar por volta da 1h da manhã.

O duelo entre Anderson Silva e Chael Sonnen é a revanche mais aguardada da história do Ultimate. O presidente Dana White afirmou, inclusive, que o evento em Las Vegas tem boas chances de quebrar o recorde de vendas de pay-per-view do UFC de 1,5 milhão de pacotes.

As informações são do portal iG.

Comentários

  1. Na minha humilde opinião, a Globo deveria mesmo era parar de "tentar" transmitir o UFC, simplesmente, seja por falta de competência ou por leis que priorizem o Canal Combate, o fato é que como todo esporte, deve ser transmitido ao vivo, pois não há como torcer a favor de algo sabendo que já aconteceu independente de se saber ou não o resultado; motivos à parte, a verdade é que se simplesmente não pode ser bem feito, para uma emissora do tamanho da Rede Globo, seria muito melhor que não fosse feito, isso iria poupar a emissora de prestar um papel no mínimo ridículo internacionalmente, envergonhando direta ou indiretamente toda uma nação por se prestar a representa-la la fora de forma tão porca.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Não divulgamos links.Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do M.V News.

Postagens mais visitadas deste blog

PF deflagra 59ª fase da Operação Lava Jato.

Toffoli determina votação secreta na eleição do Senado.