José Maria Marin não chefiará o Corinthians no Japão.

Momento Verdadeiro|Com Agências.

Corinthians comunica que após ter sido convocado pelo presidente da FIFA, Joseph Blatter, para compor a delegação da entidade no Campeonato Mundial de Clubes, o presidente da CBF, José Maria Marin, não poderá acompanhar o Corinthians durante a competição. Apesar de ter inicialmente aceito o convite do Timão, José Maria Marin teve que atender a convocação da entidade máxima do futebol mundial e "desfalcará" o Corinthians. 
[Presidente da CBF, José Maria Marin - Foto/Ascom-CBF]
Marin fez questão de comunicar prontamente a mudança ao clube. Aproveitou para desejar boa sorte no torneio internacional; e também para convidar o presidente Mário Gobbi para chefiar a delegação brasileira no primeiro amistoso da Seleção em 2013, em Londres, no que foi prontamente aceito. 

"O Corinthians agradece ao presidente da CBF por ter, inicialmente, aceito o convite. Entende as razões que o fizeram declinar. E tem certeza de que novas oportunidades virão para que ele nos acompanhe", explicou o presidente Mário Gobbi.

Antes de Marin, o Corinthians cogitou colocar Luís Inácio Lula da Silva, presidente da República entre 2003 e 2010 e torcedor corintiano, na posição. O político, porém, informou que não poderia participar do evento e a cúpula, então, fez o convite a Marin. Com a recusa do dirigente, o cargo não deve ser ocupado na viagem para a disputa do Mundial.

Ofício do presidente da CBF destinado ao Corinthians:

[Clique para ampliar | Fonte CBF]

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PF deflagra 59ª fase da Operação Lava Jato.

Toffoli determina votação secreta na eleição do Senado.