Assembleia Legislativa da Bahia se recusa a homenagear Joaquim Barbosa, presidente do STF.


A Assembleia Legislativa da Bahia recusou-se a homenagear o presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Joaquim Barbosa, com o título de cidadão baiano. A informação é da coluna "Poder", da Folha de S. Paulo.
(Joaquim Barbosa | Foto divulgação STF)
Segundo a publicação, geralmente essas homenagens são aprovadas sem formalidades quando há acordo entre líderes das bancadas. A liderança do governo Jaques Wagner (PT) na Casa, contudo, não aceitou conceder o título.

O deputado Zé Neto (PT), líder do governo, o pedido feito por um integrante da oposição, no último dia 26, foi "de última hora" e apenas para "criar polêmica". Mas para o autor da proposição, o deputado estadual Luciano Simões (PMDB), a recusa está ligada a uma "postura de vingança" de petistas.

Ainda de acordo com a Folha de S. Paulo, o presidente da Assembleia baiana, Marcelo Nilo (PDT), concordou com o veto à homenagem para Barbosa. O Supremo Tribunal Federal informou que o ministro não comentaria o assunto.

Joaquim Barbosa, que é mineiro, exerceu carreira no Rio de Janeiro e em Brasília.

Momento Verdadeiro| Fonte: Folha de S. Paulo.

Comentários

Postar um comentário

Não divulgamos links.Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do M.V News.

Postagens mais visitadas deste blog

PF deflagra 59ª fase da Operação Lava Jato.

Toffoli determina votação secreta na eleição do Senado.