Ex-chacretes se revoltam com a Globo e falam em processo.

Não é que a personagem de Elizabeth Savalla, de Amor a Vida, da TV Globo, está dando o que falar e pode render até um processo para a emissora. De acordo com o jornal Folha de São Paulo, algumas ex-chacretes querem processar a Globo, porque não gostaram das coisas que a personagem de Walcyr Carrasco fala sobre seu tempo de Chacrete.

Márcia, nome da personagem de Elizabeth, que se diz ex-chacrete, fala que já se prostituiu nos tempos em que era dançarina do programa "Cassino do Chacrinha". Ainda segundo a publicação, as dançarinas já reclamaram com a emissora, até com o diretor Wolf Maya, e estão se reunindo e estudam processar a Globo, o autor, caso a personagem continue falando que foi garota de programa.
Mas o autor Carrasco vê Márcia como uma personagem isolada e pretende continuar com essa abordagem, pois para a composição da personagem ele conta ainda com apoio de Rita Cadillac, famosa dançarina do Chacrinha, Rita ainda deverá fazer uma participação especial em "Amor à Vida".

(Reprodução internet)
A atriz Elizabeth Savalla falou sobre o caso quando entrevistada no jornal O Dia, "Soube que várias delas estão chateadas porque a Márcia já se vendeu. Gente, se o vilão gay (Mateus Solano) é mau-caráter, não quer dizer que todo gay é assim. A mesma coisa acontece com as chacretes. Novela é ficção. Se a Márcia foi o que foi, não quer dizer que toda chacrete fez o que a personagem fez. A minha versão é uma grande homenagem às pessoas que passaram pela vida com dificuldade, sem apoio de ninguém. A Márcia vende cachorro-quente, foge do rapa e faz de tudo para se virar e criar a filha", disse Savalla. A atriz ainda falou que teve medo de interpretar Tetê. "Falei para os autores, não quero fazer uma caricatura e cair em estereótipos, quero dar dignidade a essa mulher", (...) "Márcia é uma personagem muito complexa de ser feita". Elizabeth também procurou a ex-chacrete Rita Cadillac para entender melhor sobre a vida das chacretes e os motivos que fizeram muitas delas irem da fama ao anonimato.

(*) Com Agências.

Postagens mais visitadas