Bolsonaro diz que insumos da CoronaVac chegarão nos próximos dias

Imagem
O presidente Jair Bolsonaro afirmou, na tarde desta segunda-feira (25), que os insumos necessários para a fabricação da vacina CoronaVac estão próximos da liberação pela China e devem chegar ao Brasil "nos próximos dias". A informação, segundo o presidente, foi repassada pela Embaixada do país asiático.  Além dos insumos da CoronaVac, o presidente disse que os ingredientes farmacêuticos ativos (IFA) da outra vacina em uso no Brasil, a produzida pela AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford, também estão com trâmite acelerado para que possam ser enviados da China.  Com a chegada da matéria-prima das duas vacinas, tanto o Instituto Butantan quanto a Fundação Oswaldo Cruz poderão produzir, envasar e rotular milhões de doses da CoronaVac e do imunizante da AstraZeneca.   Também pelas redes sociais, o embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, compartilhou a publicação de Bolsonaro e destacou que o seu país continuará a ajudar o Brasil no combate à pandemia. Nos últi

EUA pedirá pena de morte para acusado do atentado da Maratona de Boston.

O acusado pelos ataques da Maratona de Boston no ano passado Dzhokhar Tsarnaev deve ser levado ao corredor da morte caso seja considerado culpado pelos ataques que mataram três pessoas e feriram 264, disse um procurador-geral nesta quinta-feira, 30. 

O procurador-geral Eric Holder disse em um comunicado que estava autorizando procuradores a pedir a pena de morte contra Tsarnaev, acusado de cometer um dos maiores ataques em solo americano desde o 11 de Setembro, em 2001. "A natureza do condutor da ação e o dano resultante pedem essa decisão", disse Holder. Ele tinha de decidir até sexta-feira se pedia a pena de morte, no julgamento de Tsarnaev.

Promotores dizem que Tsarnaev, e seu irmão Tamerlan, colocaram bombas caseiras em panelas de pressão na linha de chegada da corrida em 15 de abril de 2013, matando três pessoas e ferindo 264.

Três noites depois, os dois mataram um agente de polícia universitária e depois se envolveram em um tiroteio com a polícia, no qual Tamerlan foi morto, dizem os promotores. Dzhokhar se declarou inocente das acusações criminais. Autoridades do Departamento de Justiça dizem que os meses que se passaram desde o ataque foram necessários para avaliar plenamente as circunstâncias do caso e recolher as recomendações dos promotores que auxiliam Holder.

Holder diz que não é um defensor da pena de morte porque considera que seu valor como fator de dissuasão é questionável, mas desde que se tornou procurador-geral, em 2009, ele autorizou promotores a pedirem a pena capital em 36 casos, de acordo com o Departamento de Justiça.

(*) Fonte: G1

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Crivella disse que negro só gosta de: "cachaça, prostituição e macumba"?

Bolsonaro tem melhor avaliação desde o começo do mandato | Podcast.

Vídeo Som de trombetas no céu de Israel é real?