Empurradores de 'carro alegórico' disputam trabalho no Anhembi, SP.

São Paulo: Com objetivo de trabalhar no Carnaval, dezenas de voluntários, maioria negros, se organizam em filas para tentar uma vaga temporária de empurrador de carro alegórico em alguma escola. Para o serviço braçal no Sambódromo, eles recebem R$30 no final do desfile. A informação é da coluna Cidades, da Band.
De acordo com a publicação, o esquema de emprego informal no Sambódromo quase repete a  dinâmica do mercado de trabalho formal. Em fila, os candidatos aguardam que um representante de uma escola apareça com a oportunidade. É ele quem escolhe quem vai empurrar o carro, baseado em poucos critérios, em que a força aparente tem peso maior. Os escolhidos ganham a camisa da agremiação e seguem para a traseira da alegoria. 

Ao fim do desfile, um representante da escola realiza o pagamento. O serviço, com o aumento do número de carros motorizados, vem diminuindo. 


Fonte: Band - Foto: Romulo Tesi

Comentários

Fale Conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas deste blog

Professora cometeu crime de propósito para ser presa?

Professor Xavier e Magneto se casaram?

Chamar uma mulher de cachorra é elogio?

Morre Berenice Benício, mãe do ator Murilo Benício, vítima de câncer.

Jô Soares no velório do filho, Rafael Soares.