Homem que matou criança de 5 anos em Paquetá é condenado a 30 anos de prisão.

Rio de Janeiro - Adinael de Souza Silva foi condenado pela Justiça a 30 anos e seis meses de prisão por matar e ocultar o corpo da menina Juliana Firmino da Silva, de cinco anos, em Paquetá. A decisão do I Tribunal do Júri teve por base denúncia do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ). O crime aconteceu em agosto de 2013, no morro do Pendura Saia. 

Segundo a denúncia, ajuizada pelo promotor de Justiça Marcos Kac, a intenção de Adinael era se vingar do pai da menina, com quem tivera uma discussão por causa de uma bicicleta. Após matá-la por asfixia mecânica, o réu escondeu o corpo da menina em uma mata, localizada próxima a sua casa”, afirma Marcos Kac. 

De acordo com a decisão da Justiça, Adinael confessou o crime que chocou os moradores da ilha, onde não são registrados crimes violentos. A pena estipulada foi de 28 anos pelo homicídio, triplamente qualificado, e 6 anos e 6 meses pela ocultação do cadáver. Antes mesmo do julgamento, Adinael já estava preso por força de decreto preventivo requerido pelo promotor. 

Assessoria de Imprensa do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PF deflagra 59ª fase da Operação Lava Jato.

Toffoli determina votação secreta na eleição do Senado.