Bolsonaro diz que insumos da CoronaVac chegarão nos próximos dias

Imagem
O presidente Jair Bolsonaro afirmou, na tarde desta segunda-feira (25), que os insumos necessários para a fabricação da vacina CoronaVac estão próximos da liberação pela China e devem chegar ao Brasil "nos próximos dias". A informação, segundo o presidente, foi repassada pela Embaixada do país asiático.  Além dos insumos da CoronaVac, o presidente disse que os ingredientes farmacêuticos ativos (IFA) da outra vacina em uso no Brasil, a produzida pela AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford, também estão com trâmite acelerado para que possam ser enviados da China.  Com a chegada da matéria-prima das duas vacinas, tanto o Instituto Butantan quanto a Fundação Oswaldo Cruz poderão produzir, envasar e rotular milhões de doses da CoronaVac e do imunizante da AstraZeneca.   Também pelas redes sociais, o embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, compartilhou a publicação de Bolsonaro e destacou que o seu país continuará a ajudar o Brasil no combate à pandemia. Nos últi

Americano HIV positivo é acusado de infectar outros homens nos EUA.


Um homem que é HIV positivo foi acusado de ter infectado intencionalmente mais de 20 outros homens com o vírus em San Diego, na Califórnia. Segundo a emissora CBS News 8, uma das vítimas disse que Thomas Guerra, de 29 anos, teve um relacionamento com ele durante um ano sem contar que era portador do vírus. Ele fez a descoberta ao ver mensagens no celular de seu então namorado.

O homem disse que denunciou o caso para alertar outras pessoas sobre as ações do acusado, que também usa o nome de Ashton Chavez. “Havia centenas, se não milhares de mensagens nas quais ele fala sobre ter infectado intencionalmente outras pessoas com HIV”, disse a vítima. “Mensagens nas quais ele diz que é negativo às pessoas e outras nas quais ele se gaba de tê-las enganado. É cruel. Não sei como alguém pode tratar outro indivíduo assim.”

A vítima, que não se identificou disse que tinha um relacionamento estável com Guerra, e que já havia passado vários feriados com a família do suspeito. “Sua arma é usar seu corpo para infectar as pessoas. Não sei porque ele está fazendo isso. Ele está mudando as vidas dessas pessoas para sempre, e elas não têm ideia do que está acontecendo com elas”, disse o homem.

Guerra foi formalmente acusado pela promotoria de San Diego por expor outra pessoa ao HIV, uma contravenção que pode ser punido com no máximo seis meses de prisão. Ele negou as acusações no caso. Ele participará de uma nova audiência na próxima semana, na qual as mensagens de texto serão incluídas no processo. A promotoria espera pode acusa-lo de um crime, que pode ser punido com até 8 anos de prisão.

Curta nossa página no  Facebook Twitter .

Fonte: G1

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Crivella disse que negro só gosta de: "cachaça, prostituição e macumba"?

Bolsonaro tem melhor avaliação desde o começo do mandato | Podcast.

Vídeo Som de trombetas no céu de Israel é real?