Bolsonaro diz que insumos da CoronaVac chegarão nos próximos dias

Imagem
O presidente Jair Bolsonaro afirmou, na tarde desta segunda-feira (25), que os insumos necessários para a fabricação da vacina CoronaVac estão próximos da liberação pela China e devem chegar ao Brasil "nos próximos dias". A informação, segundo o presidente, foi repassada pela Embaixada do país asiático.  Além dos insumos da CoronaVac, o presidente disse que os ingredientes farmacêuticos ativos (IFA) da outra vacina em uso no Brasil, a produzida pela AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford, também estão com trâmite acelerado para que possam ser enviados da China.  Com a chegada da matéria-prima das duas vacinas, tanto o Instituto Butantan quanto a Fundação Oswaldo Cruz poderão produzir, envasar e rotular milhões de doses da CoronaVac e do imunizante da AstraZeneca.   Também pelas redes sociais, o embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, compartilhou a publicação de Bolsonaro e destacou que o seu país continuará a ajudar o Brasil no combate à pandemia. Nos últi

Vladimir Putin sugere criação de um Estado no leste da Ucrânia.


Rússia - O presidente Vladimir Putin sugeriu hoje a criação de um Estado no leste da Ucrânia como forma de pôr fim à crise política que se vive no país desde dezembro de 2013. 

"Devemos começar a pensar imediatamente em discussões substanciais sobre questões que dizem respeito à organização política da sociedade e a criação de um Estado no sudeste da Ucrânia a fim de proteger os interesses legítimos das pessoas que ali vivem", disse o chefe do Estado russo.

As declarações de Vladimir Putin surgem depois da União Europeia ter anunciado que pretende aprovar novas sanções contra Moscovo.

Com informações do site 'Abola.pt'

Comentários