Governador do Rio quer permanência do Exército na Maré.


O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, disse, neste sábado, que pedirá a prorrogação da permanência do Exército no Complexo da Maré, na zona norte da cidade. Por enquanto, o governo federal autorizou até dezembro a permanência das tropas militares, que ocupam o conjunto de favelas desde abril deste ano.

Na sexta-feira (28), o cabo do Exército Michel Mikami, de 21 anos, foi morto durante confronto com criminosos no Complexo da Maré. Os militares abriram inquérito para apurar a morte de Michel. Baleado na cabeça, ele chegou a ser levado para uma unidade de pronto atendimento.

Morre militar do Exército baleado no Complexo da Maré.

Por meio de nota, o governo do estado informou que Pezão pretende conversar com a presidenta Dilma Rousseff para pedir a prorrogação do prazo. A ideia é manter as tropas na comunidade até que novos policiais militares sejam formados e, assim, implantar uma Unidade de Polícia Pacificadora na região.

Curta a fanpage do Momento Verdadeiro no Facebook e receba notícias.

Segundo a nota, o governador considera difícil o estado conseguir ocupar a Maré sem ajuda de tropas federais.

Fonte:Radioagência Nacional

Comentários

  1. será que os militares irão ver o país ser destruido sem fazer nada militarismo já para por ordem na desordem.

    ResponderExcluir
  2. Acho que o Pezão está agindo da maneria mais sensata. Se o governo retirar as tropas as coisas irão desandar. Realmente tem que esperar que novos policiais sejam formados para que o exército seja retirado da Maré.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Não divulgamos links.Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do M.V News.

O Caçador de Recompensas (1972) | Filme de Faroeste Dublado