Com iluminação precária, risco de assaltos cresce em ciclovia de Campos.

Prefeitura Municipal de Campos dos Goytacazes já ampliou o número de ciclovias e ciclofaixas na cidade. A obra faz parte do projeto de mobilidade urbana, que tem como objetivo garantir espaços para os ciclistas. Segundo a PMCG, são cerca de 51 quilômetros de ciclovia e ciclofaixa, sendo a maior delas a da Avenida 28 de Março com quase 6 quilômetros de extensão. 

Ainda de acordo com a PMCG, as ciclovias e ciclofaixas são sinalizadas e ligam também vários bairros. “Esta iniciativa de ampliar o espaço para ciclistas faz parte do plano de mobilidade. Campos é uma planície e muitos ciclistas utilizam bicicletas para trabalhar, estudar ou outras atividades. É importante que eles usem as ciclovias e ciclofaixas e que os motoristas respeitem à sinalização e não ocupem estes espaços, reservados exclusivamente para os ciclistas”, disse o presidente do Instituto Municipal de Trânsito e Transporte (IMTT) na ocasião.

Porém, o que seria ótimo para os ciclistas da Planície Goitacá, se tornou motivo de preocupação. É que, além da falta de segurança, também há problemas com a iluminação em determinados trechos da ciclovia, o que tem gerado vários transtornos. 

O ciclista Celio Marins, por exemplo, já sofreu uma tentativa de assalto na ciclovia. Ele gravou um vídeo (veja abaixo) mostrando a iluminação precária no bairro Imperial. As imagens revelam que pode ser muito perigoso usar a ciclovia no período noturno naquela região.

A Prefeitura Municipal de Campos dos Goytacazes ainda não se pronunciou sobre o problema da iluminação neste trecho da ciclovia.

Clique aqui e leia mais notícias de Campos e Região.

Washington Luiz, repórter do M.V News.

Comentários

Postar um comentário

Não divulgamos links.Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do M.V News.