Mais de 8 mil refugiados chegam à Áustria.

Aproximadamente 8,4 mil refugiados da Ásia e do Médio Oriente chegaram nesse domingo (27) à Áustria, depois de terem recorrido à chamada rota dos Balcãs, provenientes da Turquia, a caminho dos países mais ricos da Europa.

A maioria desses refugiados entra na Áustria através de Nickelsdorf, na fronteira com a Hungria, de acordo com a agência de notícia austríaca APA.

O fluxo de pessoas não diminui e, desde as 0h de hoje (28), já passaram por aquele local quase 2 mil refugiados.


Os migrantes distribuem-se por diferentes regiões austríacas para seguir até a Alemanha, o destino preferido pela maioria e onde o acesso foi facilitado desde que foram reintroduzidos os controles fronteiriços no dia 13.

Os migrantes chegam à Áustria através da Hungria, tendo as autoridades deste país intercetado entre quinta-feira passada e domingo 23.591 refugiados. Só no domingo, esse número aumentou em 6.627, informou nesta segunda-feira a polícia austríaca.

No domingo, quatro trens, carregando entre 1,5 mil e 1,8 mil refugiados cada, chegaram à localidade fronteiriça de Hegyeshalom, de onde os migrantes seguiram a pé até Nickelsdorf.

Gyorgy Bakondi, assessor de Segurança Nacional do Governo húngaro, explicou hoje que na fronteira com a Croácia “há uma pressão constante”, o que requer esforços por parte das autoridades, que, depois de “um controle rápido” e de um abastecimento mínimo, transportam os refugiados até a Áustria.

O Governo húngaro continua a abrindo uma vala para fechar a fronteira com a Croácia, como fez há duas semanas com a Sérvia, para barrar a chegada de refugiados.

O fechamento da fronteira sérvia fez com que a rota dos refugiados se desviasse até a Croácia, que recebeu desde então 77 mil migrantes que, depois de entrarem no país a partir da Sérvia, foram levados de novo para a fronteira húngara.

A imprensa croata informou hoje que nas proximidades de Dubrovnik, no Sul do país, estão terminando os preparativos de centros de acolhimento para refugiados, prevendo que o fechamento da fronteira da Croácia com a Hungria provoque a abertura de uma nova rota.

Segundo a imprensa, essa nova rota migratória passaria diretamente da Macedônia à Albânia e a Montenegro e depois à costa sul da Croácia.

“Não temos quaisquer indícios de que se vá ativar essa rota, mas temos de estar preparados para qualquer eventualidade, para não nos deixarmos surpreender”, declarou o ministro do Interior croata, Ranko Ostojic.

Da Agência Lusa.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PF deflagra 59ª fase da Operação Lava Jato.

Toffoli determina votação secreta na eleição do Senado.