Jovem avisou a mãe que iria morrer na boate Pulse.

Jovem avisou a mãe que iria morrer na boate Pulse, Orlando, Estados Unidos
A notícia que um atirador, identificado como Omar Saddiqui Mateen, atacou a boate gay 'Pulse', em Orlando, na Flórida, nos Estados Unidos, e matou 50 pessoas e deixou 53 feridas, neste final de semana, chocou o mundo. Ontem o presidente Barack Obama fez um pronunciamento sobre o caso. Ouça a reportagem neste link.

Até o momento, foram divulgados os nomes de 21 vítimas do atirador Omar Saddiqui Mateen. Entre as vítimas já identificadas, um jovem chamado Eddie Jamoldroy Justice, de 30 anos, chegou a comunicar a própria mãe o que estava acontecendo um ataque no local antes de morrer. Ele enviou uma mensagem no celular afirmando que estava no banheiro da casa noturna e que o atirador se aproximava. "Estão atirando. Ele está vindo. Vou morrer". Mina fez também uma declaração de amor para a mãe".

Este atentado na boate gay já está sendo considerado o pior ataque a tiros da história dos Estados Unidos. Conforme noticiou a agência Reuters, o último com proporções comparáveis foi o massacre de 2007 na universidade Virginia Tech, que deixou 32 mortos. Este é o pior massacre terrorista em solo americano, depois do 11 de setembro.

Washington Luiz, repórter do Momento Verdadeiro.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PF deflagra 59ª fase da Operação Lava Jato.

Toffoli determina votação secreta na eleição do Senado.