Eike Batista cumprirá prisão domiciliar.

O juiz federal Gustavo Arruda Macedo liberou Eike Batista para cumprir prisão domiciliar. O magistrado atendeu a determinação da liminar do Supremo Tribunal Federal.

Na última sexta-feira (28/04), o ministro Gilmar Mendes concedeu habeas corpus a Eike Batista e considerou que não se justifica o argumento de que o empresário deve ficar preso para não atrapalhar as investigações.

No entendimento do ministro Gilmar Mendes, o "perigo que a liberdade do paciente representa à ordem pública ou à instrução criminal" pode ser substituído por medidas cautelares "menos gravosas" do que a prisão preventiva.

Com a decisão deste sábado, Eike Batista pode sair do presídio a qualquer momento.

Eike teve a prisão preventiva decretada após dois doleiros dizerem que ele pagou US$ 16,5 milhões a Sérgio Cabral, ex-governador do Rio, o equivalente a R$ 52 milhões, em propina. 

Washington Luiz, repórter do Momento Verdadeiro.
Com informações do portal G1.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PF deflagra 59ª fase da Operação Lava Jato.

Toffoli determina votação secreta na eleição do Senado.