Supremo revoga liminar que colocava o goleiro Bruno em liberdade.

O goleiro Bruno Fernandes, condenado pela morte da ex-namorada Eliza Samúdio, já se entregou à Polícia Civil de Minas Gerais. 

Por 3 votos a 1, o Supremo Tribunal Federal (STF) determinou a volta de Bruno à prisão. 

Bruno foi solto em 21 de fevereiro por decisão do ministro Marco Aurélio Mello, mas, na última quinta-feira, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu à Corte a revogação da decisão que colocou o goleiro em liberdade.

Ouça a reportagem completa no vídeo acima.

Washington Luiz, repórter do Momento Verdadeiro.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PF deflagra 59ª fase da Operação Lava Jato.

Toffoli determina votação secreta na eleição do Senado.