Jovem retoma rotina após fraturar coluna durante abdominal invertido.

Assunto: Grave acidente em academia.
Estudante fraturou coluna durante abdominal invertido.

Jovem retoma rotina após fraturar coluna durante abdominal

A jovem Marcelle Mendes Mancuso, de 23 anos, resolveu fazer uma aula experimental e caiu ao fazer o abdominal invertido. O acidente aconteceu no dia 9 de janeiro de 2016 em uma academia de São José do Rio Preto, no estado de São Paulo.

O abdominal invertido é um exercício em que o aluno fica pendurado pelos pés de cabeça para baixo. Marcelle já tinha feito o abdominal invertido outras vezes em outra academia. Entretanto, naquele dia, durante o exercício a faixa que a prendia pelos pés arrebentou e ela caiu de cabeça no chão, segundo informações do portal G1

Um fator determinante para o sucesso da recuperação de Marcelle, de acordo com a reportagem, foi a intervenção da médica no momento do acidente. Foi a médica quem impediu que alguém mexesse em Marcelle e chamou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).
Jovem retoma rotina após fraturar coluna durante abdominal invertido.

— Jamais farei abdominal invertido novamente. Descobri um risco que achei que não existia.

Boletim de Ocorrência

Marcelle Mendes Mancuso fraturou a quinta vértebra e teve uma lesão na medula, de acordo com o boletim de ocorrência. Ao G1, a estudante contou que os médicos que a atenderam disseram que ela quebrou a quinta vértebra, desalinhou a quarta e a sexta, e teve uma compressão medular.

A estudante teve de fazer fixação cirúrgica de uma articulação (artrodese) e enxerto ósseo. Ela agora tem na coluna uma placa de titânio e seis parafusos.

Processo 

O Conselho Regional de Educação Física de São Paulo abriu processo para apurar o acidente. De acordo com a assessoria de imprensa do órgão, foi instaurado processo ético disciplinar e ainda está em fase de julgamento. 

O caso de Marcelle chegou a ser encaminhado para a Delegacia de Defesa da Mulher (DDM). Porém, de acordo com a delegada Dálice Ceron, o caso não foi adiante na esfera criminal porque foi registrado como lesão corporal culposa, quando não há intenção, e a família não quis representar. Com informações do portal G1.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PF deflagra 59ª fase da Operação Lava Jato.

Toffoli determina votação secreta na eleição do Senado.