Eu apoio Notícias do Momento

Após acusações de assédio, Netflix corta Kevin Spacey de 'House of Cards'.

Após acusações de assédio, Netflix corta Kevin Spacey de 'House of Cards'.
É o fim de Frank Underwood em House of Cards. A Netflix resolveu cortar os laços com o ator Kevin Spacey, protagonista da série, depois de uma série de acusações de assédio sexual. O anúncio foi feito na noite desta sexta-feira (03/11), conforme informou a agência Reuters.  

Além da série House of Cardso ator também foi cortado do filme que estava escalado, Gore, sobre a vida do escritor norte-americano Gore Vidal, como informou a revista 'Variety'.

Sobre o futuro da série:

Com um futuro incerto, a série House of Cards, pode ganhar outro contorno, passando a ser focada na personagem vivida por Robin Wright (Claire Underwood). Media Rights Capital, produtora da série, cogita matar o personagem Frank Underwood e continuar à série.

O assédio:

A reportagem publicada no site da CNN, no dia 2, relata vários casos de assédio a homens jovens da equipe da série. A CNN diz ter falado com oito profissionais que já trabalharam em "House of cards". Eles disseram que o ator criava um ambiente "tóxico".

Mas essa não é a primeira vez que o ator é acusado de assédio sexual. Em outubro, o ator Anthony Rapp ("Star Trek"), hoje com 46 anos, disse ao site "Buzzfeed" que foi assediado por Spacey. Segundo o ator o abuso ocorreu durante uma festa em 1986, quando Rapp tinha 14 anos e Spacey tinha 26. Após a denúncia Spacey disse que não se recordava do caso e pediu “as mais sinceras desculpas”, revelando ser gay.

O ator fez um post em sua conta do Twitter para falar do caso e pedir desculpas. 

“Honestamente, não me lembro do encontro. Deve ter sido há mais de 30 anos. Mas se me comportei como ele descreve, devo-lhe as mais sinceras desculpas pelo que teria sido um comportamento ébrio profundamente inapropriado”.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PF deflagra 59ª fase da Operação Lava Jato.

Toffoli determina votação secreta na eleição do Senado.