Bolsonaro diz que insumos da CoronaVac chegarão nos próximos dias

Imagem
O presidente Jair Bolsonaro afirmou, na tarde desta segunda-feira (25), que os insumos necessários para a fabricação da vacina CoronaVac estão próximos da liberação pela China e devem chegar ao Brasil "nos próximos dias". A informação, segundo o presidente, foi repassada pela Embaixada do país asiático.  Além dos insumos da CoronaVac, o presidente disse que os ingredientes farmacêuticos ativos (IFA) da outra vacina em uso no Brasil, a produzida pela AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford, também estão com trâmite acelerado para que possam ser enviados da China.  Com a chegada da matéria-prima das duas vacinas, tanto o Instituto Butantan quanto a Fundação Oswaldo Cruz poderão produzir, envasar e rotular milhões de doses da CoronaVac e do imunizante da AstraZeneca.   Também pelas redes sociais, o embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, compartilhou a publicação de Bolsonaro e destacou que o seu país continuará a ajudar o Brasil no combate à pandemia. Nos últi

Estudante afirma que foi eliminada do Enem por ter moedas no bolso.

Uma estudante afirma que foi eliminada do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) neste domingo (12/11) por ter duas moedas no bolso. Mayane Cecília, de 16 anos, diz que pediu para ir ao banheiro, quando o detector de metais acionou. "Não estou acreditando que fui eliminada por causa de duas moedas". A informação foi divulgada pelo portal G1. 

Segundo a reportagem, Mayane Cecília tentou argumentar com os fiscais para evitar a eliminação e chegou a passar mal, mas foi convencida e se retirou do local de prova. Em nota, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) informou que a candidata foi eliminada do exame por estar portando lapiseira.

A coordenadora do Inep disse que a participante seria eliminada e questionou se ela havia lido o edital do Enem. A estudante disse que leu apenas por alto, pois fazia a prova por experiência. O órgão concluiu que ao preencher o termo de eliminação, foi marcado o item 19, que proíbe a utilização de lapiseira, entre outros materiais. 

Mayane Cecília confirmou ao 'G1' que assinou o documento, porém disse que não leu o conteúdo do termo de eliminação do Enem porque estava passando mal. A estudante afirmou, ainda, que não portava lapiseira, apenas um lápis comum.

A candidata mora em Fortaleza.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Crivella disse que negro só gosta de: "cachaça, prostituição e macumba"?

Bolsonaro tem melhor avaliação desde o começo do mandato | Podcast.

Vídeo Som de trombetas no céu de Israel é real?