TSE suspende consequências para quem não votou nas eleições de 2020

Imagem
 O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, assinou ontem (21) uma resolução suspendendo as consequências legais para quem não votou nas eleições municipais de 2020 e não justificou ou pagou a multa. Entre suas justificativas, a medida considera “que a persistência e o agravamento da pandemia da Covid-19 no país impõem aos eleitores que não compareceram à votação nas Eleições 2020, sobretudo àqueles em situação de maior vulnerabilidade, obstáculos para realizarem a justificativa eleitoral”. O texto da resolução sobre o assunto considera ainda a “dificuldade de obtenção de documentação comprobatória do impedimento para votar no caso de ausência às urnas por sintomas da covid-19”. A norma não estipula prazo para a suspensão das sanções para quem não votou e não justificou ou pagou multa. A medida ficará vigente ao menos até que o plenário do TSE vote se aprova ou não a resolução assinada por Barroso. Isso não deve acontecer antes de fevereiro, devido ao rece

VIDEOS - Casos de Polícia.

Casos de Polícia - No Rio de Janeiro, as forças de segurança prenderam na favela do Arará, zona portuária da cidade, um dos traficantes de drogas mais procurados da cidade, Rogério Avelino de Souza, o Rogério 157, da favela da Rocinha, na zona sul. Há dois meses, ele provocou uma guerra na comunidade, depois de deixar a quadrilha de Antonio Francisco Bonfim Lopes, o Nem da Rocinha. Com essa atitude, Nem deu ordens de dentro de um presídio federal fora do Rio, onde está preso desde 2011, para que integrantes de sua quadrilha invadissem a Rocinha com o apoio de homens de outras comunidades, ligados à mesma facção criminosa, o que resultou em uma verdadeira guerra.

Ouça a reportagem completa no vídeo abaixo:
No Distrito Federal,  a Polícia Militar foi acionada por causa de uma adolescente de 14 anos que se recusou a lavar a louça do jantar.  A menina agrediu sua irmã e seu pai. O caso ocorreu no município de Gama. A menina foi detida. Segundo a PM, a jovem se negou a lavar a pia com louças sujas, o que deu início à briga.

- Continua depois da publicidade - 


Ouça a reportagem completa no vídeo abaixo:

Em Nova Iguaçu, uma mulher matou a facadas a própria filha, de apenas 6 meses, no fim da tarde desta terça-feira, no bairro Jardim Jasmin. Segundo agentes da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense, além da pequena Safira, Lidiane Cruz da Silva esfaqueou a outra filha de 5 anos e sua mãe, que tentava impedí-la.

Ouça a reportagem completa no vídeo abaixo:
Veja também:

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Crivella disse que negro só gosta de: "cachaça, prostituição e macumba"?

Bolsonaro tem melhor avaliação desde o começo do mandato | Podcast.

Vídeo Som de trombetas no céu de Israel é real?