Bolsonaro apela para que caminhoneiros não façam greve

Imagem
O presidente Jair Bolsonaro apelou hoje (27) aos caminhoneiros para que não façam greve. "Reconhecemos o valor dos caminhoneiros para a economia do Brasil. Apelamos para eles que não façam greve porque todos nós vamos perder, todos, sem exceção. Agora, a solução não é fácil, estamos buscando uma maneira de não ter mais este reajuste", disse, após reunião no Ministério da Economia. Ontem (26), a Petrobras reajustou o preço médio do diesel nas refinarias em 4,4% e há especulações sobre uma greve de caminhoneiros que aconteceria na próxima segunda-feira (1º). “A Petrobras segue uma planilha, tem a ver com preço do petróleo lá fora, tem a ver com variação do dólar. Ontem foi boa notícia, o dólar baixou R$ 0,20. Estamos estudando medidas, agora, não tenho como dar uma resposta de como diminuir impacto, que, na verdade, foram nove centavos no preço do diesel”, disse, ressaltando que não interfere na política de preços da empresa. De acordo com o presidente, está em estudo a diminui

NOTÍCIA: PGR é favorável a manter suspensa posse de Cristiane Brasil.

É notícia. Esta semana, pela segunda vez, a posse da deputada federal Cristiane Brasil como ministra do Trabalho foi suspensa. Nesta quarta-feira (24/01), a Procuradoria Geral da República (PGR) se manifestou dizendo que concorda com a suspensão da posse e afirma que a responsabilidade é do Supremo Tribunal Federal e não do Superior Tribunal de Justiça, que havia decido que Cristiane Brasil poderia tomar posse. 

Cristiane Brasil foi impedida de tomar posse porque ela foi condenada em uma ação trabalhista. Segundo a Justiça Federal, isso fere o princípio da moralidade.

Assim que a decisão favorável a posse da deputada Cristiane Brasil foi divulgada pelo STJ, o grupo de advogados que é contra entrou com recurso no Supremo Tribunal Federal e a ministra Carmen Lúcia solicitou que as partes se manifestassem e a PGR já fez isso. 

-- CONTINUA  DEPOIS DA PUBLICIDADE --


O Governo ainda se mantém fiel a Cristiane Brasil, isso porque há um acordo com o Partido Trabalhista Brasileiro (PTB). O partido está apoiando a Reforma da Previdência, que é considerada prioridade pelo governo.

Para o presidente em exercício, Rodrigo Maia, é prerrogativa do presidente da República nomear e escolher os ministros. Com informações da 'Globo News'.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Crivella disse que negro só gosta de: "cachaça, prostituição e macumba"?

Bolsonaro tem melhor avaliação desde o começo do mandato | Podcast.

Vídeo Som de trombetas no céu de Israel é real?