Bolsonaro apela para que caminhoneiros não façam greve

Imagem
O presidente Jair Bolsonaro apelou hoje (27) aos caminhoneiros para que não façam greve. "Reconhecemos o valor dos caminhoneiros para a economia do Brasil. Apelamos para eles que não façam greve porque todos nós vamos perder, todos, sem exceção. Agora, a solução não é fácil, estamos buscando uma maneira de não ter mais este reajuste", disse, após reunião no Ministério da Economia. Ontem (26), a Petrobras reajustou o preço médio do diesel nas refinarias em 4,4% e há especulações sobre uma greve de caminhoneiros que aconteceria na próxima segunda-feira (1º). “A Petrobras segue uma planilha, tem a ver com preço do petróleo lá fora, tem a ver com variação do dólar. Ontem foi boa notícia, o dólar baixou R$ 0,20. Estamos estudando medidas, agora, não tenho como dar uma resposta de como diminuir impacto, que, na verdade, foram nove centavos no preço do diesel”, disse, ressaltando que não interfere na política de preços da empresa. De acordo com o presidente, está em estudo a diminui

LAVA JATO: PF apreendeu Ferrari e outros carros de luxo em São Paulo.

Operação Descarte, um desdobramento da Lava Jato (Foto: Polícia Federal/Divulgação)
É notícia. Durante a Operação Descarte, um desdobramento da Lava Jato, a Polícia Federal (PF) apreendeu carros de luxo em São Paulo. A ação conjunta com a Receita Federal ocorreu nesta quinta-feira (01/03) e teve como objetivo desarticular esquema criminoso de lavagem de dinheiro e desvios de recursos pagos por prefeituras municipais pela limpeza urbana.

Segundo informações do G1, foram levadas à sede da PF, uma Ferrari e uma Maserati. De acordo com a investigação, grupo criminoso adquiriu vários veículos de alto luxo registrados em nome de laranjas. Conforme apurou a Receita Federal, a organização criminosa emitiu mais de R$ 900 milhões em notas fiscais com indícios de fraude. 

A investigação foi feita a partir de delação do doleiro Alberto Youssef. Foram cumpridos 15 mandados de busca e apreensão em residências e empresas. Os crimes investigados são lavagem de dinheiro, evasão de divisas, sonegação tributária e associação criminosa. Com informações do G1.

Comentários