Supremo proíbe conduções coercitivas para interrogatório

Confira agora aqui no Canal Notícias do Momento.
Supremo proíbe conduções coercitivas para interrogatório
Ouça a reportagem completa no vídeo abaixo

A decretação de conduções coercitivas para levar investigados e réus a interrogatório policial ou judicial foram proibidas em todo o país. 

Esta é uma decisão da maioria do ministros do Supremo Tribunal Federal. A votação foi apertada; 6 votos a 5 e confirmou o entendimento individual do relator do caso, ministro Gilmar Mendes.

Votaram contra as conduções os ministros Gilmar Mendes, Rosa Weber, Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski, Marco Aurélio e Celso de Mello. 

Alexandre de Moraes, Edson Fachin, Luís Roberto Barroso, Luiz Fux, e a presidente, Cármen Lúcia, se manifestam a favor. 

Comentários

Você pode gostar