Bolsonaro apela para que caminhoneiros não façam greve

Imagem
O presidente Jair Bolsonaro apelou hoje (27) aos caminhoneiros para que não façam greve. "Reconhecemos o valor dos caminhoneiros para a economia do Brasil. Apelamos para eles que não façam greve porque todos nós vamos perder, todos, sem exceção. Agora, a solução não é fácil, estamos buscando uma maneira de não ter mais este reajuste", disse, após reunião no Ministério da Economia. Ontem (26), a Petrobras reajustou o preço médio do diesel nas refinarias em 4,4% e há especulações sobre uma greve de caminhoneiros que aconteceria na próxima segunda-feira (1º). “A Petrobras segue uma planilha, tem a ver com preço do petróleo lá fora, tem a ver com variação do dólar. Ontem foi boa notícia, o dólar baixou R$ 0,20. Estamos estudando medidas, agora, não tenho como dar uma resposta de como diminuir impacto, que, na verdade, foram nove centavos no preço do diesel”, disse, ressaltando que não interfere na política de preços da empresa. De acordo com o presidente, está em estudo a diminui

Corpo da PM Juliane dos Santos é encontrado dentro de um carro em SP.

A notícia que chega na manhã desta terça-feira é triste. A Polícia Militar de São Paulo encontrou o corpo da policial Juliane dos Santos Duarte dentro do porta-malas de um carro.  O fato ocorreu por volta das 19h50 desta segunda-feira (6), na Rua Cristalino Rolim de Freitas, no Bairro Campo Grande, na Zona Sul da cidade, segundo informações do "G1". Informação que foi confirmada pelo comandante-geral da PM, o coronel Marcelo Salles.

A policial militar tinha 27 anos e desapareceu na semana passada na comunidade de Paraisópolis. Juliane foi a comunidade comemorar o nascimento do bebê de um casal de amigos. Logo depois, foi parar em um bar, e lá bandidos descobriram que ela era PM.

Segundo relatos de uma testemunha, no bar, Juliane foi ao banheiro e quando voltou ouviu reclamação sobre o sumiço de um celular e tomou uma atitude inesperada, a policial sacou a arma da cintura e colocou sobre a mesa, dizendo que ninguém sairia do local até que o celular aparecesse, e identificando-se como policial. Pouco tempo depois, quatro homens invadiram o local, sendo três encapuzados, portando armas de fogo. A policial, segundo o relato, foi baleada e levada pelos criminosos.

Juliane morava em São Bernardo do Campo com a mãe e a irmã, trabalhava na Polícia Militar havia dois anos, no turno da noite, e estava de férias. A Secretaria de Segurança Pública de SP ofereceu uma recompensa de R$ 50 mil por informações que levassem à descoberta do paradeiro da policial. Mais informações sobre este caso serão divulgadas no decorrer da investigação.

Inscreva-se no canal e ative o sino para receber notificações sobre novos vídeos.
Aqui você fica bem informado.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Crivella disse que negro só gosta de: "cachaça, prostituição e macumba"?

Bolsonaro tem melhor avaliação desde o começo do mandato | Podcast.

Vídeo Som de trombetas no céu de Israel é real?