TSE suspende consequências para quem não votou nas eleições de 2020

Imagem
 O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, assinou ontem (21) uma resolução suspendendo as consequências legais para quem não votou nas eleições municipais de 2020 e não justificou ou pagou a multa. Entre suas justificativas, a medida considera “que a persistência e o agravamento da pandemia da Covid-19 no país impõem aos eleitores que não compareceram à votação nas Eleições 2020, sobretudo àqueles em situação de maior vulnerabilidade, obstáculos para realizarem a justificativa eleitoral”. O texto da resolução sobre o assunto considera ainda a “dificuldade de obtenção de documentação comprobatória do impedimento para votar no caso de ausência às urnas por sintomas da covid-19”. A norma não estipula prazo para a suspensão das sanções para quem não votou e não justificou ou pagou multa. A medida ficará vigente ao menos até que o plenário do TSE vote se aprova ou não a resolução assinada por Barroso. Isso não deve acontecer antes de fevereiro, devido ao rece

Japonês da Federal era espião e passava informações aos militares durante ditadura.

Notícias da TV. O apresentador Pedro Bial recebeu em seu programa 'Conversa com Bial' o agente aposentado da Polícia Federal Newton Ishii, popularmente conhecido como 'Japonês da Federal'. 

Durante a entrevista, o Japonês da Federal revelou que trabalhou infiltrado entre os estudantes para ditadura militar, ele admitiu que foi um espião durante os anos de chumbo.

O Japonês da Federal ficou bastante popular durante a Operação Lava Jato, que teve inicio em março de 2014. Na ocasião, ele costumava ser visto conduzindo empreiteiros, operadores financeiros, políticos e funcionários públicos que eram presos.

Porém a trajetória de Newton Ishii não é marcada somente por sua atuação na PF. Pelo contrário, o Japonês da Federal foi condenado por facilitar a entrada de contrabando no país. Em junho de 2016, ele chegou a ser preso em virtude da Operação Sucuri, que descobriu envolvimento de agentes na entrada de contrabando pela fronteira, e passou a cumprir pena em regime semiaberto. De acordo com a Polícia Federal, a redução de pena se deu devido aos dias trabalhados pelo agente.

Além disso, logo depois da sentença, o Japonês da Federal teve sua aposentadoria considerada irregular pelo Tribunal de Contas da União. Em fevereiro deste ano, ele se aposentou aos 62 anos. Recentemente, o Japonês da Federal lançou sua biografia mencionando seus dramas pessoais como o suicídio do filho e a morte da esposa.

Newton IshiiJaponês da Federal, Conversa com BialNotícias da TV

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Crivella disse que negro só gosta de: "cachaça, prostituição e macumba"?

Bolsonaro tem melhor avaliação desde o começo do mandato | Podcast.

Vídeo Som de trombetas no céu de Israel é real?