Marina Silva foi entrevistada no Jornal Nacional - Comentários.

Eleições 2018. Estamos de volta com mais um vídeo com comentários sobre a entrevista que a candidata Marina Silva concedeu ao Jornal Nacional na noite desta quinta-feira. Seguindo o mesmo principio das entrevistas anteriores com Ciro Gomes, Jair Bolsonaro e Geraldo Alckmin, William Bonner e Renata Vasconcellos indagaram a candidata da Rede sobre questões partidárias.  

Diferente dos outros candidatos, Marina não parou de falar e, com isso, mesmo Bonner tentando interrompê-la, conseguiu dar todas as explicações que julgou necessária para os questionamentos. Em um determinado momento, quando o apresentador do Jornal Nacional questionou sobre sua capacidade de liderar o partido, Marina Silva disse que "ser líder não é ser o dono do partido".

A apresentadora Renata Vasconcellos também retomou a questão sobre liderança partidária e quis saber como Marina vai governar o país se tem dificuldades para liderar um partido. Marina Silva lembrou que Itamar Franco assumiu o país sem ter base, mas conseguiu formar um grupo com pessoas de diferentes partidos. Marina afirma que vai governar o país governando. 

Depois de muita insistência neste tema, o qual tomou bastante tempo da entrevista, porque Marina, de certa forma, não deixou espaço para interrupções. William Bonner conseguiu mudar o tema - Corrupção - onde Marina bateu na tecla de que sempre defendeu a Lava Jato. E, novamente, a entrevista retomou a questão de coligações partidárias. Marina falou bastante até ser interrompida por Bonner avisando que o tempo dela estava acabando. Questões sobre Educação, Saúde, Economia e outros temas relevantes não foram respondidas e Marina encerrou a entrevista falando sobre o país que ela quer para o futuro.

Comentários

  1. Não há como responder a questões que não foram perguntadas. Os entrevistadores parecem mais inquisidores interessados em desmoralizar os candidatos do que em conhecer de fato os seus programas de governo, interrompendo-os a todo instante, com digressões discutíveis que tomam a maior parte do tempo da entrevista.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Não divulgamos links.Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do M.V News.