domingo, 16 de setembro de 2018

Acusado de beneficiar igrejas, Crivella vira réu e pode ter seus direitos políticos suspensos.

Notícias do Momento. Mais uma notícia envolvendo um político. O atual prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, que é bispo licenciado da Igreja Universal do Reino de Deus, está sendo acusado de beneficiar igrejas. Na semana passada, a Justiça acatou denúncia do Ministério Público (MP) e tornou Crivella réu por suposto crime de improbidade administrativa. Se for considerado culpado, ele poderá ter seus direitos políticos suspensos.

Trata-se de uma decisão do juízo da 7.ª Vara da Fazenda Pública da Capital a respeito de uma ação movida em julho pelo MP. 

Numa reunião com líderes evangélicos na sede do governo, Crivella teria oferecido auxílio em cirurgias de cataratas e varizes para fiéis e assistência a pastores que tivessem problemas de IPTU em seus templos. Na ocasião, Crivella também teria exaltado o pré-candidato a deputado federal pelo PRB Rubens Teixeira. Em julho, a 7.ª Vara de Fazenda Pública da Capital proibiu, em caráter liminar, que Crivella ou outros servidores públicos municipais privilegiassem determinadas categorias ou utilizassem a máquina pública para benefício pessoal ou de grupos religiosos. 

A assessoria de Crivella disse que a decisão configura um rito processual comum, que será respondido no prazo legal. Informou também que o prefeito recebeu com tranquilidade a notícia. E tem a convicção de que a Justiça só vai comprovar mais um equívoco jornalístico. 

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Não divulgamos links.Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do M.V News.