Lula ainda tenta suspender a decisão do TSE que rejeitou sua candidatura no STF.

Eleições 2018. Lula ainda tenta reverter sua situação. A defesa do ex-presidente apresentou nesta segunda-feira um novo pedido ao Supremo Tribunal Federal para ampliar o prazo de substituição do candidato do PT na corrida à Presidência da República.

O objetivo mais imediato é adiar o prazo de substituição para o próximo dia 17 de setembro. Este pedido será analisado pelo ministro Celso de Mello. A defesa de Lula também pediu que Celso de Mello leve ao plenário do STF um pedido para suspender, de forma provisória, a decisão do TSE que rejeitou sua candidatura, de modo a permitir a Lula disputar as eleições deste ano.

Cabe ressaltar que os advogados haviam feito o mesmo pedido ao Tribunal Superior Eleitoral, porém a presidente da Corte, Rosa Weber, negou a prorrogação do prazo. Na mesma decisão, a ministra enviou o recurso extraordinário da defesa, que discute a inelegibilidade do petista. Com informações do portal G1.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PF deflagra 59ª fase da Operação Lava Jato.

Toffoli determina votação secreta na eleição do Senado.