Garotinho amarga mais uma derrota, ministro do STJ nega pedido para suspender condenação.

O ex-governador Anthony Garotinho sofreu mais uma derrota na Justiça. Desta vez, no Superior Tribunal de Justiça. Ontem o  ministro Gurgel de Faria negou um pedido de Garotinho para suspender condenação que sofreu por improbidade administrativa.

A condenação, imposta em maio pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) foi o principal motivo que levou o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a rejeitar, pela manhã, a candidatura de Garotinho ao governo do estado nas eleições deste ano. A lei da Ficha Limpa diz que é inelegível quem foi condenado por improbidade administrativa com ocorrência de enriquecimento ilícito.

A defesa do ex-governador esperava suspender essa condenação para tentar reverter a decisão do TSE. Alegava que o recurso contra a condenação, em tramitação no próprio STJ, poderia reverter a punição do TJ-RJ de suspensão dos direitos políticos. No entanto, o ministro concluiu não haver “elevada probabilidade de êxito” no recurso contra a condenação por improbidade e, por isso, negou efeito suspensivo sobre o caso. De acordo com o ministro, a pretensão da defesa de Garotinho exigiria o reexame das provas do processo, o que não é admitido em recurso especial. Com informações do portal G1.

Comentários

Postagens mais visitadas