terça-feira, 30 de outubro de 2018

Mercosul não será prioridade no governo Bolsonaro, afirma Paulo Guedes.

Notícias do Momento. Aqui você fica bem informado.
Que as coisas vão mudar no governo do presidente eleito Jair Bolsonaro não restam dúvidas. A começar pela relação com o Mercosul, a organização intergovernamental que estabelece uma integração econômica configurada atualmente em uma união aduaneira, na qual há livre-comércio e política comercial comum entre os países-membros. Atualmente formada por quatro membros plenos: Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai - a Venezuela se encontra suspensa e a Bolívia aguarda a ratificação parlamentar de seu protocolo de adesão como membro pleno.

Se depender Paulo Guedes, futuro ministro da área econômica de Bolsonaro, o Mercosul não terá nenhuma prioridade. Recentes declarações de Guedes à imprensa geraram surpresa e desconcerto nos membros do bloco econômico. 

Analistas e diplomatas ouvidos pela BBC News disseram que as afirmações de Paulo Guedes tiveram forte impacto principalmente na Argentina, segundo maior país do Mercosul depois do Brasil.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Não divulgamos links.Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do M.V News.