sábado, 24 de novembro de 2018

Lula e Dilma viram réus em ação penal envolvendo integrantes do PT.

Notícias do Momento - Aqui você fica bem informado.

A Justiça Federal recebeu uma denúncia e abriu uma ação penal por suposta organização criminosa contra integrantes da cúpula do Partido dos Trabalhadores. A denuncia foi recebida pelo juiz Vallisney Oliveira, da 10ª Vara Federal do Distrito Federal. Com isso, passam a ser réus na ação os ex-presidentes Lula e Dilma, os ex-ministros Antônio Palocci e Guido Mantega, além do ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto.

O caso é conhecido como "quadrilhão do PT", porque se originou de um inquérito no qual integrantes de diversos partidos eram investigados por organização criminosa, mas depois foi dividido por partidos.

O PT divulgou nota na qual aponta "perseguição judicial" e afirma que ação penal é "resultado de um delírio acusatório do ex-procurador-geral Rodrigo Janot, sem qualquer base na lei". De acordo com o partido, "quem vem atuando como verdadeira organização fora da lei no país, já há alguns anos, são setores partidarizados do Ministério Público e do sistema judicial"

O advogado da ex-presidente Dilma disse que não vai comentar o caso. O advogado do ex-ministro Guido Mantega disse que também não vai comentar. O advogado de Antonio Palocci disse que seu cliente vai colaborar com a Justiça durante o processo. Em nota, o advogado de João Vaccari Neto, afirmou que seu cliente jamais integrou organização criminosa e que irá demonstrar isso durante o processo. A defesa do ex-presidente Lula ainda não se pronunciou. Com informações do portal G1.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Não divulgamos links.Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do M.V News.