Segunda Turma do STF vai julgar novo pedido de liberdade de Lula.

Notícias do Momento - Um novo pedido de liberdade feito pela defesa do ex-presidente Lula vai ser julgado pela Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal. Hoje, o ministro Luiz Edson Fachin, que é o relator da Operação Lava Jato na Corte, tomou está decisão. 

De acordo com a defesa de Lula,  está claro que existia interesse do juiz Sérgio Moro na condenação do petista dentro da Operação Lava Jato e na condução de outros processos. Não é a primeira vez que a defesa usa esse argumento em favor de Lula, porém, o pedido agora é feito com base na decisão de Moro de aceitar o convite do presidente eleito Jair Bolsonaro para assumir como ministro da Justiça no ano que vem.

Fachin já pediu informações a diversos órgãos sobre o caso. O ministro também já decidiu que, quando a PGR se manifestar, vai levar o caso a debate na Segunda Turma, formada por ele e pelos ministros Celso de Mello, Cármen Lúcia, Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski. 

Caberá ao ministro Ricardo Lewandowski, presidente da Segunda Turma, marcar uma data para o julgamento. Com informações do portal G1.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PF deflagra 59ª fase da Operação Lava Jato.

Toffoli determina votação secreta na eleição do Senado.