MPE-RJ quer cassação do prefeito Marcelo Crivella.

Notícias do Momento - Aqui você fica bem informado.

O Rio de Janeiro vive mesmo um momento conturbado e de incertezas o que acaba gerando preocupação. Depois da prisão do governador Pezão, chega a notícia de que a  Procuradoria Regional Eleitoral no Rio de Janeiro acaba de pedir ao Tribunal Regional Eleitoral a cassação do prefeito Marcelo Crivella, por uso indevido da máquina pública e abuso de poder político.

Marcelo Crivella está sendo acusado pelo MPE porque teria usado o Palácio da Cidade, sede do Governo Municipal do Rio de Janeiro, em favor de Rubens Teixeira, que era candidato a deputado federal pelo PRB. Na mesma ação, a Procuradoria solicita que Crivella e Teixeira sejam declarados inelegíveis por oito anos. Conforme determina a Lei da Ficha Limpa. Além do pagamento de multa.

A Procuradoria diz que no encontro, para aproximadamente 250 pessoas, chamado de "Café da Comunhão", Crivella ofereceu diversas vantagens pessoais para os convidados.  Entre elas: cirurgias de catarata, vasectomia, retirada de varizes e até mesmo a facilitação no processo de isenção de IPTU dos imóveis usados por igrejas evangélicas.

A Procuradoria diz ainda que o convite para reunião destacava a presença do então candidato Rubens Teixeira e de diversos outros líderes evangélicos. Dessa forma, para a PRE, o encontro teve o "claro intuito de beneficiar eleitoralmente o grupo político do prefeito, o que prejudicou a igualdade de concorrência entre os candidatos das eleições deste ano".

Uma gravação, divulgada pelo jornal O Globo, diz que os irmãos deveriam encaminhar os pedidos para uma pessoa chamada Márcia. "Estamos fazendo o mutirão da Catarata. Eu contratei 15 mil cirurgias até o final do ano (...). Se os irmãos conhecem alguém, por favor, que falem com a Márcia (…). Ela vai anotar, vai encaminhar e, daqui a uma semana ou duas, está operando", prometeu o prefeito.

O procurador regional eleitoral Sidney Madruga argumenta, no pedido de cassação, que "tais medidas são necessárias ante a gravidade dos fatos desencadeados diretamente por aqueles que têm o dever de zelar pelo cumprimento das leis". Com informações do portal G1.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PF deflagra 59ª fase da Operação Lava Jato.

Toffoli determina votação secreta na eleição do Senado.