Damares Alves deve negar indenização à Dilma Rousseff.

A ex-presidente Dilma Rousseff afirmou, em nota divulgada nesta terça-feira (5), que seu direito como presa e torturada pela ditadura militar "não pode ser negado pela história". Esta afirmação da ex-presidente rebate as posições da ministra da Família, Mulher e Direitos Humanos, Damares Alves, que sinalizou na semana passada que a petista não será indenizada em um pedido feito à Comissão de Anistia. 

 A ex-presidente decidiu recorrer à Comissão de Anistia do Governo Federal após o processo de impeachment, o que afasta qualquer "impedimento de ordem ética."

A ministra Damares Alves tem em suas mãos dois pedidos de indenização por conta da ditadura militar: um envolvendo Dilma e outro envolvendo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), de acordo com informações da Revista Época. No entanto, cabe ressaltar que a assessoria de Lula negou qualquer pedido neste sentido. A publicação informou que a ministra pretende negar as indenizações.

Obrigado pela audiência.

Comentários

Postagens mais visitadas