Damares Alves deve negar indenização à Dilma Rousseff.

A ex-presidente Dilma Rousseff afirmou, em nota divulgada nesta terça-feira (5), que seu direito como presa e torturada pela ditadura militar "não pode ser negado pela história". Esta afirmação da ex-presidente rebate as posições da ministra da Família, Mulher e Direitos Humanos, Damares Alves, que sinalizou na semana passada que a petista não será indenizada em um pedido feito à Comissão de Anistia. 

 A ex-presidente decidiu recorrer à Comissão de Anistia do Governo Federal após o processo de impeachment, o que afasta qualquer "impedimento de ordem ética."

A ministra Damares Alves tem em suas mãos dois pedidos de indenização por conta da ditadura militar: um envolvendo Dilma e outro envolvendo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), de acordo com informações da Revista Época. No entanto, cabe ressaltar que a assessoria de Lula negou qualquer pedido neste sentido. A publicação informou que a ministra pretende negar as indenizações.

Obrigado pela audiência.

Comentários

Eu apoio Notícias do Momento

Postagens mais visitadas deste blog

PF deflagra 59ª fase da Operação Lava Jato.

Toffoli determina votação secreta na eleição do Senado.