Bolsonaro: — Não seguirei o mesmo destino de ex-presidentes.

Recentemente, em entrevista, o presidente Jair Bolsonaro deu o que se pode dizer um tapa sem mão no que diz respeito ao funcionamento do sistema político brasileiro, que sempre exigiu uma boa relação, entende-se aí um compromisso que um lado assume com outro para ver suas demandas atendidas, também chamado por alguns como 'articulação política'.

Questionado sobre a reforma da Previdência, Bolsonaro foi direto ao ponto sobre seu comprometimento político para que ela seja aprovada. 

Ao que parece, o presidente Jair Bolsonaro incomodou. O atual presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, entende que Bolsonaro deveria estar a frente, assumindo a liderança da articulação do governo, no que diz respeito a reforma da Previdência, sem terceirizar a responsabilidade.  

Maia diz que Bolsonaro — "precisa assumir essa articulação porque ele precisa dizer o que é a nova política". Para o presidente da Câmara dos Deputados, o governo deveria sair das redes sociais e vir para o mundo real. Agora, espera-se que o presidente consiga realizar seus planos, pois queremos mesmo é ver essa nova política em ação.

Obrigado pela audiência.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PF deflagra 59ª fase da Operação Lava Jato.

Toffoli determina votação secreta na eleição do Senado.