Michel Temer e Moreira Franco serão soltos.

Por determinação do desembargador federal Antonio Ivan Athié,  Michel Temer deve deixar a prisão a qualquer momento. A Justiça determinou nesta segunda-feira (25) a soltura do ex-presidente, preso na última quinta-feira em São Paulo pela Força-Tarefa da Lava Jato no Rio de Janeiro.

Em sua decisão, apesar de elogios a operação Lava Jato e ao juiz Marcelo Bretas, o desembargador também faz críticas. De acordo com o desembargador do Tribunal Regional Federal da 2ª Região, ocorreu "caolha interpretação" e a prisão foi embasada em "suposições de fatos antigos, apoiadas em afirmações do órgão acusatório". 

Para defesa do ex-presidente Temer, trata-se de uma decisão que "merece o reconhecimento de todos os que respeitam o ordenamento jurídico e as garantias individuais inscritas na Constituição da República"

Por outro lado, o Ministério Público Federal já informou que vai recorrer da decisão. Para os  procuradores do MPF,  a concessão dos habeas corpus deveria ser julgada pela 1ª Turma do TRF-2.

O ex-presidente Michel Temer é acusado de liderar uma organização criminosa que teria negociado R$ 1,8 bilhão em propina. A liminar também determina a soltura do ex-ministro Moreira Franco, do Coronel Lima e de outros cinco alvos da Operação Descontaminação.

Obrigado pela audiência.

Comentários

Eu apoio Notícias do Momento

Postagens mais visitadas deste blog

PF deflagra 59ª fase da Operação Lava Jato.

Toffoli determina votação secreta na eleição do Senado.