Militares do Exército dispararam mais de 80 vezes contra carro de família no Rio de Janeiro.

Um carro foi fuzilado pelo Exército no Rio de Janeiro e tudo indica que os militares se confundiram e mataram uma pessoa inocente. Cinco pessoas que estavam no carro iam para um chá de bebê.

A vítima, Evaldo dos Santos Rosa, de 51 anos, morreu na hora. O sogro dele, Sérgio, foi baleado nos glúteos. A esposa, o filho de 7 anos e a amiga não se feriram. Um pedestre que passava no local também ficou ferido ao tentar ajudar.

Segundo o delegado Leonardo Salgado, da Delegacia de Homicídios, os militares do Exército que mataram Evaldo dos Santos Rosa em uma ação durante a tarde em Guadalupe, Zona Oeste do Rio, atiraram ao confundirem o carro com o de assaltantes.

A perícia realizada pela Polícia Civil confirma que o automóvel da família foi atingido por mais de 80 disparos.  

Segundo a Polícia Civil, os militares envolvidos no caso foram ouvidos pelo próprio Exército - que entendeu que a investigação deveria ser militar. A Polícia Civil, no entanto, vê indícios para prisão em flagrante.

Obrigado pela audiência.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PF deflagra 59ª fase da Operação Lava Jato.

Toffoli determina votação secreta na eleição do Senado.