Militares do Exército dispararam mais de 80 vezes contra carro de família no Rio de Janeiro.

Um carro foi fuzilado pelo Exército no Rio de Janeiro e tudo indica que os militares se confundiram e mataram uma pessoa inocente. Cinco pessoas que estavam no carro iam para um chá de bebê.

A vítima, Evaldo dos Santos Rosa, de 51 anos, morreu na hora. O sogro dele, Sérgio, foi baleado nos glúteos. A esposa, o filho de 7 anos e a amiga não se feriram. Um pedestre que passava no local também ficou ferido ao tentar ajudar.

Segundo o delegado Leonardo Salgado, da Delegacia de Homicídios, os militares do Exército que mataram Evaldo dos Santos Rosa em uma ação durante a tarde em Guadalupe, Zona Oeste do Rio, atiraram ao confundirem o carro com o de assaltantes.

A perícia realizada pela Polícia Civil confirma que o automóvel da família foi atingido por mais de 80 disparos.  

Segundo a Polícia Civil, os militares envolvidos no caso foram ouvidos pelo próprio Exército - que entendeu que a investigação deveria ser militar. A Polícia Civil, no entanto, vê indícios para prisão em flagrante.

Obrigado pela audiência.

Comentários

Atenção! Por favor, observe que o conteúdo deste site é protegido por direitos autorais. Não é permitido o uso não autorizado do conteúdo sem a permissão prévia do autor. Caso tenha interesse em utilizar alguma parte do conteúdo, por favor, entre em contato pelo e-mail momentoverdadeiro@gmail.com para mais informações. Agradecemos a compreensão.

Seguidores

Postagens mais visitadas deste blog

Jovem relata como sobreviveu ao incêndio na Boate Kiss em Santa Maria (RS).

Com muita tristeza, anunciamos a morte da lendária jornalista Glória Maria

Escândalo de estupro envolvendo Daniel Alves: Tatuagem expõe mentiras do jogador