Galo responde ação na Justiça e gera discussão sobre vida no campo.

Poderia até se tratar de uma brincadeira, mas não é. A Justiça francesa deu inicio ontem a uma disputa que divide opiniões, é contra um galo e o que motivou a ação judicial contra o animal foi o fato dele ter um canto agudo que incomoda um bairro inteiro. Tanto que os moradores daquela região resolveram entrar na justiça contra o galo por poluição auditiva.

Todas as manhãs, por volta das 6 horas e 30 minutos, o galo começa a cantar e isso incomoda até vizinhos que não são daquela região, no entanto, depois de terem se aposentado, compraram imóvel no local.

Na prática, está disputa envolvendo o galo e seus vizinhos, representa um enfrentamento simbólico entre dois estilos de vida: de um, estão os moradores da região que sempre tiveram galos e galinhas; de outro, pessoas que vieram de outras partes da França e foram viver lá.

Ouça a reportagem completa no vídeo abaixo:

O galo tem recebido apoio da França inteira. Já tem até uma petição para defender seu canto. Inclusive, a fama do animal já foi usada para chamar atenção para as causas dos coletes amarelos.

Até a chefe local do governo manifestou apoio ao galo. 

A dona do animal disse à CNN que os vizinhos reclamaram pela primeira vez em 2017. Formalmente, a acusação na Justiça é de poluição sonora. A decisão só deve ser dada no dia 5 de setembro, de acordo com informações do G1.

Comentários

Postagens mais visitadas