Pai desviava dinheiro que deveria ser usado para tratamento médico do próprio filho.

Como se explica o comportamento de uma pessoa, que deveria colocar em primeiro lugar o tratamento do próprio filho, que sofre com uma doença rara, e prefere curtir à vida ostentando com dinheiro que deveria ter sido usado para o tratamento do filho de apenas 1 ano e 7 meses? Isso não tem explicação, é inaceitável né! 
Ontem, o Fantástico, da TV Globo, mostrou imagens de um homem, identificado como Mateus Henrique, de 37 anos, ostentando ( gastando com bebidas, roupas e diárias de hotel de mais de 800  reais) e tudo registrado em redes sociais. O problema é que para manter essa mordomia, ele gastava um dinheiro que deveria ser usado para outros fins. Desviava quantias arrecadadas por uma campanha feita para ajudar o filho, João Miguel, de 1 ano e 7 meses, que luta contra uma doença grave, a atrofia muscular espinhal, sigla: AME.

O homem, que fica difícil chamar de pai, foi preso acusado de ter usado o dinheiro arrecadado em campanha para o filho. Ele foi denunciado à Policia Civil pela própria esposa.A campanha começou para ajudar a arcar dos custos do tratamento, cuja dose do medicamento custa em torno de R$ 365 mil. Do início ao fim da campanha, a família tinha conseguido R$ 1 milhão. 

Ouça a reportagem completa aqui:

Comentários

Eu apoio Notícias do Momento

Postagens mais visitadas deste blog

PF deflagra 59ª fase da Operação Lava Jato.

Toffoli determina votação secreta na eleição do Senado.