Pular para o conteúdo principal

PM matou homem dentro de cinema na frente da família após discussão sobre poltrona.

Ir ao cinema era para ser um momento de lazer, mas acabou mudando completamente a vida duas famílias em Dourados, no estado de Mato Grosso do Sul. Provavelmente, Julio Cesar Cerveira Filho queria curtir aquele momento ao lado da filha, mas o que ele não sabia é que este seria o último. E tudo por causa de uma briga, que teve inicio após uma discussão sobre poltronas. A confusão terminou com a morte de Julio e um policial militar ambiental é o principal suspeito. De acordo com o delegado Rodolfo Daltro, o policial não conhecia a vítima. 

No boletim de ocorrência, o policial Dijavan Batista disse que estava acompanhado de seus dois filhos, um de 10 e um de 14 anos e que a vítima teria "começado a abrir braços e pernas" ao lado do garoto mais velho, momento em que o pai trocou de lugar com o menino. Em seguida teria acontecido uma discussão entre autor e vítima, momento em que Julio, ao sair de sua poltrona e passar pelo filho de Dijavan, ele teria batido no rosto do adolescente.

Ouça a reportagem completa no vídeo abaixo:

Testemunhas que estavam na sala 1 que exibia "Homem-Aranha: Longe de Casa", relataram que quando a dupla chegou à porta entraram em luta corporal, foi neste momento em que o policial sacou uma pistola .40 e disparou contra a vítima, atingindo-lhe o pescoço. Ele não resistiu e morreu na frente da filha de 16 anos.

Em nota enviada ao 'G1', o tenente coronel da PM Carlos Silva afirmou que o PM ligou para a polícia comunicando o crime: "Ele ligou para o 193 e 190 após o fato informando que seria o autor, aguardou a equipe no local e se apresentou", diz o comunicado. Ele informou que serão instaurados dois inquéritos, um pela Polícia Civil e outro pela Policial Militar. Dijavan foi preso em flagrante. 

Ainda não há informações sobre a defesa do policial.

Com informações do G1 - Obrigado pela audiência.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Apresentador Paulo Henrique Amorim foi demitido da Record?

O jornalista e apresentador Paulo Henrique Amorim teria sido demitido da Record por ter falado mal do juiz Sérgio Moro, atual ministro da Justiça e Segurança Pública do governo Bolsonaro. Segundo informações divulgadas no Facebook, o profissional foi punido porque chamou o ministro de analfabeto. A publicação diz ainda que Paulo Henrique Amorim é um "verme esquerdopata, inútil para TV e para a Nação". Entre outras ofensas.
Vamos direto ao ponto. É verdade ou não que Paulo Henrique Amorim foi demitido da Record? A resposta para esta pergunta, no momento, é NÃO! 
Quem já acessou o canal do jornalista no Youtube sabe que ele não esconde sua opinião, sempre expõe seu ponto de vista e parece não estar preocupado com uma possível rescisão de contrato com a emissora do bispo Edir Macedo, publicamente aliada do governo Bolsonaro. Mas isso não vem ao caso. 
Enfim, essa história de que Paulo Henrique Amorim foi demitido da Record por ter chamado Moro de analfabeto é mais uma fake new…

Tempestade deixa três mortos no Rio de Janeiro.

Notícia - As fortes chuvas que atingiram a cidade do Rio de Janeiro na noite de ontem (6) deixaram pelo menos três mortos. Em Guaratiba, na zona oeste, uma casa desabou, matando duas pessoas e deixando dois feridos. Já na comunidade da Rocinha, na zona sul, um deslizamento de terra matou uma pessoa. Próximo dali, no morro do Vidigal, as chuvas provocaram deslizamentos de terra que atingiram dois ônibus na zona sul. Os veículos foram atingidos em dois pontos diferentes por terras e árvores, na Avenida Niemeyer, que liga o Leblon a São Conrado.
Dentro de um dos ônibus, que foi esmagado por uma árvore e onde os bombeiros ainda não conseguiram entrar, acredita-se haver dois passageiros, de acordo com o prefeito Marcelo Crivella. Em outro ponto, a pista da ciclovia Tim Maia foi derrubada e caiu no mar.
Com os acidentes, a Avenida Niemeyer está completamente interditada. Desde a noite de ontem, o município está em estágio de crise, o mais grave de uma escala de três níveis. As informações …

Lula não irá a São Bernardo após decisão do Supremo Tribunal Federal.

Lula não irá a São Bernardo após decisão do STF. Corpo do irmão do ex-presidente foi sepultado no início da tarde.