AI-5 é incompatível com a democracia e Paulo Guedes deve cuidar da economia.

Oi pessoal. Tudo bem? Espero que sim! No podcast de hoje, falo sobre a repercussão de uma declaração, que tudo leva a crer que foi desnecessária, feita pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, durante um evento nos Estados Unidos. Guedes teve a infeliz ideia de falar para ninguém se assustar se alguém pedir o Ato Institucional de número 5, conhecido como AI-5, trata-se de um decreto emitido pela ditadura militar nos anos que se seguiram ao golpe de estado de 1964.  

Guedes mencionou a edição de um novo AI-5 no Brasil da mesma forma como fez um dos filhos do presidente Bolsonaro, no caso, o deputado Eduardo Bolsonaro. Guedes disse que isso foi uma reação as convocações feitas pela esquerda, endossadas pelo ex-presidente Lula logo depois de ser solto, há pouco mais de duas semanas. Para quem não se lembra, no mês passado, Eduardo Bolsonaro afirmou que, se a esquerda radicalizasse no Brasil, como ocorria nos protestos no Chile, era preciso ter uma resposta que pode ser via um novo AI-5.

Como era de se esperar, só o fato de mencionar o AI-5, seja lá em qual sentido, já é o suficiente para arrumar chifre na cabeça de cavalo. Ouça o podcast completo no vídeo acima.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PF deflagra 59ª fase da Operação Lava Jato.

Toffoli determina votação secreta na eleição do Senado.