O Caçador de Recompensas (1972) | Filme de Faroeste Dublado

Caso de Polícia: Investigadora diz ser cliente e prende 'marido de aluguel' - Podcast.

Oi pessoal. Estou de volta com mais um podcast! É caso de polícia. Um homem foi preso após uma investigadora em Praia Grande, no litoral de São Paulo, se passar por cliente e atraí-lo para uma armadilha. Ele foi condenado por matar uma idosa, de 79, enquanto prestava serviços como 'marido de aluguel'. Ele publicava anúncios de trabalho nas redes sociais, essas publicações ajudaram a polícia a localizá-lo. O homem de 40 anos, identificado como Paulo José Machado de Oliveira Ferraz, foi localizado na noite desta quarta-feira (22), no bairro Vila Tupi, por policiais da Delegacia Sede de Praia Grande. 

Paulo foi condenado a 23 anos de prisão, em regime fechado, pela prática do crime de latrocínio ocorrido no município de Bueno Brandão, em Minas Gerais. A vítima era sogra do atual prefeito da cidade, Sílvio Félix. O delegado Sérgio Lemos Nassur disse, em entrevista ao 'G1', que ele recebeu informações da Polícia Civil de Minas Gerais de que o homem estava residindo e também prestando serviços como 'marido de aluguel' em Praia Grande. Desse modo, os investigadores iniciaram diligências para localizá-lo, explicou o delegado.

Durante as investigações, os policiais localizaram nas redes sociais de Paulo diversos anúncios em páginas da Baixada Santista, e até mesmo em seu perfil pessoal, sobre os serviços que realizava. Nas postagens, ele descrevia essas atividades e, ainda, informava o preço e o número de seu celular para contratações. Abordado, o homem afirmou ter conhecimento de sua condenação e todos os dados dele foram conferidos pelos policiais. Em seguida, ele foi conduzido para a Delegacia Sede de Praia Grande, onde foi realizado o registro de boletim de ocorrência pela captura. 
Paulo José  foi condenado a 23 anos e seis meses de reclusão em Minas Gerais por um crime de latrocínio envolvendo a idosa Eni. Segundo o delegado Nassur, ele prestava pequenos serviços como 'marido de aluguel', realizando reparos na residência da vítima. Com informações do G1.

Comentários