Pular para o conteúdo principal

Operadoras de planos de saúde não assinam compromisso com ANS.

Após duas semanas de tratativas, operadoras de planos de saúde decidiram não assinar o termo de compromisso proposto pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) no dia 9 de abril.

A agência reguladora havia proposto a manutenção da assistência médica aos beneficiários inadimplentes durante a pandemia do novo coronavírus (covid-19).

Em contrapartida, a ANS liberaria R$ 15 bilhões de um fundo de reserva do setor para garantir a continuidade dos serviços médicos diante da falta de pagamento das mensalidades.

Em nota, a Federação Nacional de Saúde Suplementar (FenaSaúde), que representa 16 grupos de operadoras de seguros e planos de assistência à saúde privados, informou que “empregou seus melhores esforços”, mas não foi possível “tornar viável a proposta de utilização de parte das reservas e provisões mantidas pelas associadas para fazer frente a situações de excepcionalidade como a que estamos vivendo”.

A FenaSaúde disse reconhecer “a dedicação e o empenho" da ANS "na busca por alternativas para conciliar a adequada manutenção da solvência das operadoras que atuam no setor com as demandas que a pandemia causada pelo novo coronavírus exige”. Porém, disse que a proposta para as contrapartidas inviabilizou o acesso ao fundo, que é formado com recursos das próprias empresas.

Segundo a FenaSaúde, as informações divulgadas pela ANS dão a “falsa impressão” de que os R$ 15 bilhões já estariam liberados para uso imediato pelas operadoras.

“Nem uma coisa, nem outra. Na realidade, a maior parte destes valores não seria ‘liberada’ para uso das operadoras, mas tão somente teria permitida a gestão e movimentação de seus ativos garantidores, havendo sempre a necessidade de sua tempestiva recomposição”, afirmou a federação, em nota.

A FenaSaúde afirmou que o fundo disponibilizado pela ANS não será acessado e que, dessa forma, não será possível assumir o compromisso de manter a cobertura de clientes inadimplentes, sob o risco de “deflagrar uma crise de liquidez de proporções inestimáveis” em todo o setor de saúde suplementar. A federação destacou que não houve orientação nesse sentido por parte da entidade representativa, mas, sim, uma decisão individual tomada pelas operadoras.

A federação destacou também que, como medida para contribuir com o enfrentamento à pandemia, grande parte das operadoras suspendeu por 90 dias os reajustes das mensalidades dos planos médicos-hospitalares dos contratos individuais, coletivos por adesão e empresariais com até 29 beneficiários. A medida vale a partir de 1° de maio.

ANS

Em resposta à decisão das operadoras, a ANS divulgou nota afirmando que o objetivo do termo de compromisso proposto é “resguardar beneficiários de planos de saúde e prestadores de serviços de saúde, ao mesmo tempo em que proporciona maior liquidez para as operadoras, promovendo o equilíbrio do setor que a ANS regula”.

A agência pediu o engajamento “de todos os segmentos” para mitigar as “graves consequências” que a pandemia acarretará na saúde das pessoas e na situação socioeconômica dos países. Também destacou que a assinatura do termo liberaria R$ 10 bilhões antes inacessíveis e que passariam a compor o capital disponível para as empresas.

“A sinalização daqueles que optam pela não assinatura do termo de compromisso, frente a contrapartidas que visam o mínimo de garantias ao consumidor, converge para o que os números disponíveis indicam: as operadoras, em sua avaliação individualizada, entendem que não precisam recorrer às reservas técnicas para o enfrentamento da pandemia”, afirmou a ANS.

A ANS informou também que a legislação obriga que as contrapartidas oferecidas em qualquer termo de compromisso proposto pela ANS sejam favoráveis aos consumidores, e não que gerem vantagens apenas às operadoras. ( Da Agência Brasil).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Vídeo Som de trombetas no céu de Israel é real?

O mundo tem sofrido muitas mudanças. Por conta destas mudanças, muitos acreditam que a segunda vinda de Jesus Cristo está bem próxima. Será que já estamos vivendo o Apocalipse bíblico? Bom! De tudo que já ouvi até hoje, apenas uma coisa é certa. A morte chegará em algum momento para cada um de nós, e não poderemos fazer nada. Ela poderia ser o fim, mas para quem crê, a morte é um novo começo ao lado de Deus.

Fim do mistério! Vídeo Som de trombetas vindo do céu em Jerusalém.

Recentemente fiz um post, que você pode ler na íntegra neste (link) comentando uma notícia falsa de que a Nasa tinha confirmado uma catástrofe no Brasil. Agora vou falar sobre um vídeo, intitulado: "Som de trombetas no céu de Israel", que foi publicado no Youtube no inicio do mês de outubro e já tem mais de 150 mil visualizações.

Lei sobre ‘chip da besta’ desrespeita à Constituição, diz PGL.

Cientista choca ateus ao confirmar que a oração tem o poder de curar doenças?

Papa Francisco vai visitar Congregação…

Você está no Cadastro Único do Governo Federal.

Os últimos dias têm sido difíceis para milhões de brasileiros devido a pandemia de coronavírus, que assola o mundo. Vivemos momentos de incerteza e diferente daqueles que tem condições de receber um tratamento adequado em caso de contaminação e até uma possível complicação do quadro desencadeado pela Covid-19, que pode ser fatal, sabemos que o sistema de saúde pública não terá condições de suportar uma demanda alta. E é por isso que somos obrigados a ficar em casa de quarentena.  Mas, além da Covid-19, temos outro problema. Como se manter durante a quarentena? Então! Eis que uma pequena luz se acende. Só que, ao que parece, esse auxílio ainda não chegou a milhões de famílias. Pais de família e donas de casa, trabalhadores informais e desempregados que todos os dias acessam o sistema e se deparam com uma mensagem que avisando: Você está no Cadastro Único do Governo Federal.As condições para recebimento do Auxílio Emergencial serão avaliados com os seus dados do Cadastro Único. Lembram…

Casal da Cedae chega de Kombi pede amostra de água e assalta residência [é boato].

Assunto: Boatos que circulam pela internet Homem e mulher disfarçados com uniforme da Cedae realizam assaltos à residências. Casal usando uniforme da Cedae assaltam residências. Olá pessoal. Está circulando pelo Facebook e também pelo WhatsApp um texto alertando que um casal usando o uniforme da Companhia Estadual de Águas e Esgotos (CEDAE) estaria realizando assaltos à residências. 
Segundo o texto, eles chegam de Kombi e dizem que vão fazer coleta de água para análise."Se chegar uma kombi na porta da sua casa com um homem e uma mulher com uma pasta dizendo que é da cedae que veio tirar amostra da água, não atenda que é assalto são bandidos espalhe pra todo mundo da vizinhança". É fato que, recentemente, foi constatado pelas autoridades que ocorreu um aumento deste crime. Por exemplo, em Niterói, Região Metropolitana do Rio de Janeiro, o roubo à residência aumentou 97,36% do primeiro semestre do ano passado para este. De janeiro a julho de 2017, foram registrados 75 casos. …