Bolsonaro diz que insumos da CoronaVac chegarão nos próximos dias

Imagem
O presidente Jair Bolsonaro afirmou, na tarde desta segunda-feira (25), que os insumos necessários para a fabricação da vacina CoronaVac estão próximos da liberação pela China e devem chegar ao Brasil "nos próximos dias". A informação, segundo o presidente, foi repassada pela Embaixada do país asiático.  Além dos insumos da CoronaVac, o presidente disse que os ingredientes farmacêuticos ativos (IFA) da outra vacina em uso no Brasil, a produzida pela AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford, também estão com trâmite acelerado para que possam ser enviados da China.  Com a chegada da matéria-prima das duas vacinas, tanto o Instituto Butantan quanto a Fundação Oswaldo Cruz poderão produzir, envasar e rotular milhões de doses da CoronaVac e do imunizante da AstraZeneca.   Também pelas redes sociais, o embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, compartilhou a publicação de Bolsonaro e destacou que o seu país continuará a ajudar o Brasil no combate à pandemia. Nos últi

2ª Parcela do Auxílio Emergencial: Novo Calendário será divulgado.

Oi, pessoal. Enquanto há muita gente esperando pela primeira parcela do Auxílio Emergencial, o pagamento da segunda parcela continua pedente de liberação. Ao que parece, como o número de cadastros inconclusivos, de pessoas que tiveram o benefício negado e outras que estão naquela situação de análise ainda é bem elevado, o governo deve liberar  o pagamento da segunda parcela para os trabalhadores informais, desempregados e empresários individuais que já receberam a primeira em breve.

A expectativa é de que o novo calendário seja liberado nessa semana ou na semana que vem, mas isso ainda não está confirmado oficialmente pelo governo, porém, em recente entrevista, o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, disse que a proposta do banco já está pronta, no entanto, ainda será apresentada por ele e pelo ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, ao presidente Bolsonaro, que precisa aprová-lo. 

Na última sexta-feira, dados divulgados pela Caixa Econômica, mostram que, de um total de quase 97 milhões de cadastros no programa, 50 milhões foram aprovados, e outros 5 milhões e 200 mil ainda estão passando pela primeira análise. O restante, 26 milhões foram considerados inelegíveis - e 12 milhões de cadastros foram inconclusivos, esses devem fazer o recadastro e corrigir os erros. Quem teve o pedido negado pode recorrer. 
Como vai demorar para resolver essas pendencias e o pagamento da segunda parcela já deveria ter ocorrido é bem possível que esse recurso chegue as mãos de quem precisa na próxima semana. Por enquanto é só. Continuo acompanhando e mantendo você informado! Obrigado pela audiência.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Crivella disse que negro só gosta de: "cachaça, prostituição e macumba"?

Bolsonaro tem melhor avaliação desde o começo do mandato | Podcast.

Vídeo Som de trombetas no céu de Israel é real?