AUXÍLIO EMERGENCIAL - Governo NÃO deveria ter centralizado pagamento de R$ 600 na CAIXA.

      Oi, pessoal. Um dos maiores problemas depois de passar pelo demorado processo de análise para saber se o cidadão tem direito ou não ao Auxílio Emergencial de R$ 600 é recebê-lo. Isso porque mesmo tendo sido aprovado ainda há outra maratona que precisa ser encarada até o final, ou seja, só vai receberá quem for perseverante até o fim, principalmente, se o beneficiário depende da Caixa Econômica Federal para receber.

     A ideia de criar uma conta poupança digital da Caixa para os beneficiários que não tinham conta em outro banco receberem foi legal, porém teve muita gente que escolheu receber em outro banco e teve uma conta dessa criada e isso acabou gerando mais demanda pelo aplicativo Caixa Tem, basicamente o único meio disponibilizado pela Caixa para o beneficiário movimentar o Auxílio Emergencial. Mesmo que o aplicativo disponibilize ferramentas para transferência e pagamentos online, o problema é que o Caixa Tem não consegue atender a demanda e aí fica instável, travando, isso quando o beneficiário fica esperando muito tempo para ser acessar o sistema e quando consegue o aplicativo apresenta erro. 

    Com isso, o beneficiário tem que recorrer a banco físico, ou seja, sair de casa bem cedo e tentar a sorte em uma agência da Caixa Econômica Federal. Agora, cá pra nós. Todo esse desgaste que estamos vendo é fruto dessa centralização. 

    Portanto, o Governo acertou ao usar os meios digitais para fazer o cadastro do Auxílio Emergencial, porém, infelizmente, acabou deixando de usar de maneira eficiente o mesmo recurso para fazer com que esse benefício chega-se às mãos de quem precisa muito de ajuda nesta momento em que enfrentamos uma pandemia de coronavírus.

 Como tem muita gente que ainda não recebeu a primeira parcela. Por enquanto, nada foi divulgado sobre o pagamento da segunda parcela do Auxílio Emergencial
   


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Reinfecção por covid-19

Como comprar Bitcoin

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DO DIA