Ex-secretário de Saúde do Rio de Janeiro é preso.

Foi preso hoje de manhã no Rio de Janeiro, em seu endereço residencial, em Botafogo, na Zona Sul da cidade, o ex-secretário de Saúde, Edmar Santos. Ele é investigado por suspeitas de irregularidades nos contratos de Saúde do estado durante a pandemia de Covid-19 e vai responder por peculato e organização criminosa, de acordo com o Ministério Público.

Edmar, que é policial militar da ativa, foi exonerado da Secretaria de Saúde no dia 17 de maio. Ele havia assumido a pasta no início do governo Witzel. Contra ele, há suspeitas de fraudes, inclusive já apontadas pelo Tribunal de Contas do Estado, em alguns contratos firmados sem licitação, entre eles, o de compra de respiradores, oxímetros e medicamentos e o de contratação de leitos privados. O governo do estado gastou R$ 1 bilhão para fechar contratos emergenciais. A prisão de Santos aconteceu durante uma operação do Ministério Público estadual, por meio do Grupo de Atuação Especializada no Combate à Corrupção. 


A prisão de Santos é um novo desdobramento da Operação Mercadores do Caos, que também cumpre mandados de busca e apreensão na outra casa dele em Itaipava. Além disso, a justiça também autorizou o acesso e extração do conteúdo armazenado nos materiais apreendidos, como telefones celulares, computadores e pen drives, inclusive de registros de diálogos telefônicos ou telemáticos, como mensagens SMS ou de aplicativos como WhatsApp. E, ainda deferiu, o arresto de bens e valores de Edmar até o valor trinta e seis milhões, novecentos e vinte e dois mil e novecentos e vinte reais que, segundo o MP, é equivalente aos recursos públicos desviados em três contratos fraudados para aquisição dos equipamentos médicos. (Com informações do G1).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Reinfecção por covid-19

Como comprar Bitcoin

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DO DIA