Bolsonaro diz que insumos da CoronaVac chegarão nos próximos dias

Imagem
O presidente Jair Bolsonaro afirmou, na tarde desta segunda-feira (25), que os insumos necessários para a fabricação da vacina CoronaVac estão próximos da liberação pela China e devem chegar ao Brasil "nos próximos dias". A informação, segundo o presidente, foi repassada pela Embaixada do país asiático.  Além dos insumos da CoronaVac, o presidente disse que os ingredientes farmacêuticos ativos (IFA) da outra vacina em uso no Brasil, a produzida pela AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford, também estão com trâmite acelerado para que possam ser enviados da China.  Com a chegada da matéria-prima das duas vacinas, tanto o Instituto Butantan quanto a Fundação Oswaldo Cruz poderão produzir, envasar e rotular milhões de doses da CoronaVac e do imunizante da AstraZeneca.   Também pelas redes sociais, o embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, compartilhou a publicação de Bolsonaro e destacou que o seu país continuará a ajudar o Brasil no combate à pandemia. Nos últi

China anuncia pouso de espaçonave na lua para recolher material

 A China aterrissou com sucesso uma espaçonave na superfície lunar, nessa terça-feira (1º), em uma missão histórica para recolher amostras, informou a mídia estatal chinesa.

A sonda Chang'e-5 foi lançada em 24 de novembro. A missão não tripulada, em homenagem à mítica deusa chinesa da Lua, visa a coletar material para ajudar os cientistas a saber mais sobre as origens da Lua.

A missão tentará coletar 2 quilos de amostras em uma área anteriormente não visitada, em uma planície de lava conhecida como Oceanus Procellarum, ou Oceano de Tempestade.

Se a missão for concluída conforme o planejado, a China será a terceira nação a ter extraído amostras lunares, depois dos Estados Unidos e da União Soviética.

O veículo que pousou na superfície da Lua foi uma das várias espaçonaves implantadas pela sonda Chang'e-5.

Coleta de amostras na superfície lunar 


Ao aterrissar, o veículo perfura o solo com um braço robótico e, em seguida, transfere as amostras de solo e rocha para um veículo ascensor que decolará e atracará em um módulo orbital.

A emissora estatal CCTV disse que a coleta de amostras na superfície lunar começará nos próximos dois dias. As amostras serão transferidas para uma cápsula de retorno à Terra, pousando na região da Mongólia Interior.

A China fez seu primeiro pouso lunar em 2013. Em janeiro do ano passado, a sonda Chang'e-4 pousou no outro lado da Lua, a primeira sonda espacial de qualquer país a fazer isso.(Agência Brasil/ Reusters/Reportagem adicional de Twinnie Siu e Tom Daly).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Crivella disse que negro só gosta de: "cachaça, prostituição e macumba"?

Bolsonaro tem melhor avaliação desde o começo do mandato | Podcast.

Vídeo Som de trombetas no céu de Israel é real?